Homem que matou o pai em Ourilândia tenta atirar na PM e morre em Bannach

Pedro Amadeu de Souza e Silva estava escondido no mato e, quando percebeu que estava cercado, tentou atirar nos policiais militares com a mesma espingarda com a qual matou o pai
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Pedro Amadeu de Souza e Silva, 35 anos, que matou o pai da madrugada de ontem, terça-feira (11), na zona rural de Ourilândia do Norte, morreu por volta das 20h, na vicinal Tupanci, zona rural do município vizinho, Bannach. Caçado pela Polícia Civil e por guarnições da Polícia Militar de Ourilândia, Tucumã e de Xinguara, por meio do GTO (Grupo Tático Operacional), ele foi localizado dentro do mato.

Ao perceber que foi descoberto, Pedro Amadeu saiu do esconderijo empunhando uma espingarda e apontando para os policiais militares, pronto para disparar. Porém, antes que ele apertasse o gatilho, foi atingido no peito por dois tiros disparados pelos agentes de segurança pública.

Veja mais
Filho mata o próprio pai na zona rural de Ourilândia do Norte

Ainda chegou a ser socorrido e lavado ao Hospital Municipal de Bannach, mas morreu em consequência da gravidade dos ferimentos. Pedro Amadeu, teve um surto psicótico por volta das 3h da madrugada de terça-feira e, duas horas depois, por volta das 5h, matou o pai Amadeu Oliveira da Silva, de 59 anos, com um tiro de espingarda, a mesma com que ameaçou os policiais, e uma facada.

O crime aconteceu na propriedade rural da família, entre os distritos de Campinho e Fogão Queimado. Por volta das 7h ele fugiu de Ourilândia, mas antes disse que voltaria para matar os demais familiares: a mãe e os irmãos.

O caso chegou ao conhecimento das polícias Civil e Militar, que iniciaram as buscas para localizar e prender o parricida (pessoa que mata o pai). Localizado, Pedro Amadeu de Sousa e Silva em vez de se entregar pacificamente, uma vez que estava cercado pela PM, tentou atirar nos policiais militares. 

Por Eleuterio Gomes – de Marabá, com informações do repórter Jucelino Show, de Tucumã

%d blogueiros gostam disto: