Helder lança linha de crédito para produtores rurais que adotam práticas sustentáveis no Pará

A linha de crédito BanPará Bio foi apresentada, na noite desta quarta-feira (8), pelo governador, em evento com o vice-presidente da República e missão diplomática que visita a Amazônia Oriental
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Helder faz lançamento da linha crédito BanPará Bio

Continua depois da publicidade

O governo do estado lançou uma nova linha crédito para financiar produtores rurais que adotam práticas sustentáveis no Pará. A linha crédito BanPará Bio foi apresentada, na noite desta quarta-feira (8), pelo governador Helder Barbalho, em um evento com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e uma comitiva internacional formada por 10 embaixadores, que está em visita diplomática à Amazônia Oriental.

O evento foi realizado no Boulevard das Feiras, na Estação das Docas, em Belém. A inciativa, segundo o governo, é mais um passo importante para o fortalecimento do Programa Estadual Territórios Sustentáveis. A linha crédito é financiada pelo Banco do Estado do Pará (Banpará).

Segundo o governador Helder Barbalho, o BanPará Bio é mais uma ação do governo para fomentar o desenvolvimento sustentável no Pará. “O BanPará Bio é um fundo garantidor de investimentos em bioeconomia, que tem como objetivo apoiar a produção sustentável e as cadeias produtivas para a conservação e reestruturação da Amazônia”, explicou Helder.

Helder Barbalho com a comitiva diplomática em visita a Amazônia Oriental

Ele destacou a presença da missão diplomática no estado, ressaltando a importância dessa ação para o fortalecimento institucional e o desenvolvimento de políticas públicas sustentáveis na Amazônia. “Desejo as boas-vindas para todos que, neste momento, prestigiam o estado do Pará e a Amazônia Oriental. Ao vice-presidente Mourão, nosso agradecimento pela liderança no Fórum da Amazônia, que tem esse papel estratégico de juntar diversos atores que compõem a nossa região, a ciência, o conhecimento e, acima de tudo, todos que estão unidos pela construção de um modelo de desenvolvimento sustentável para nossa região”, enfatizou o governador.

Ainda durante o evento, Helder Barbalho detalhou as ações do estado para zerar as emissões de carbono e reafirmou que, além das ações repressivas, o Pará está avançando com políticas públicas transformadoras, por meio de programas ambientais que conciliam boas práticas, regularização ambiental e fundiária e, ainda, financiamentos para práticas sustentáveis e integração institucional entre os órgãos.

“Temos buscado, de maneira transversal, construir soluções que têm por pilar a preservação da floresta, mas de maneira muito madura e consistente. Aprendemos que para preservar a floresta é determinante que possamos conciliar isso com a vida dos amazônidas e daqueles que aqui moram, desejam e querem construir esse modelo sustentável”, ressaltou o governador.

O vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL), Hamilton Mourão, após acompanhar a palestra de 25 minutos realizada pelo governador Helder Barbalho, externou seu reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo governo do Pará para conciliar desenvolvimento com preservação ambiental. “Viemos trabalhando juntos e, quando vemos o plano de esforço do governador Helder, que vem sendo implementado desde o primeiro momento que assumiu o governo deste estado, nós ficamos extremamente satisfeitos, porque estamos avançando na mesma direção, trabalhando com a mesma sinergia e com o mesmo esforço”, destacou Mourão.

Embaixador do Japão destaca importância da visita diplomática e boa relação do seu país com o Pará

Ele ainda observou que, o exemplo paraense, será bem vista pelos representantes dos países que compõem a missão diplomática em visita a Amazônia Oriental. “Agradecemos por todas as informações apresentadas e, certamente, serão de extrema importância para que nossos representantes de países amigos tenham uma compreensão melhor do que aqui ocorre e os desafios enfrentados, da forma como são enfrentados e, principalmente, do nosso compromisso com a preservação da Amazônia”, acrescentou o vice-presidente.

Em sua fala, o embaixador do Japão, Arika Yamada, que falou em nome da missão diplomática, disse acreditar que a experiência dos diplomatas ao lado do Poder Público federal e estadual é uma oportunidade para conhecer a realidade e os desafios vivenciados diariamente, além de observar possíveis parcerias futuras. “Em nome de nossos colegas da missão diplomática, quero demonstrar nosso profundo respeito aos governos do Brasil e do estado. Pará e Japão têm uma longa história de amizade e cooperação. O estado tem pontos interessantes e atrativos. Estamos aprendendo muito nesta viagem”, pontuou Arika Yamada.

Missão diplomática – De acordo com informações da Vice-Presidência da República, a missão diplomática no Pará visa apresentar atividades de alguns ministérios que compõem o Conselho Nacional da Amazônia Legal, proporcionando aos embaixadores a oportunidade de conhecer a realidade amazônica e as principais ações do governo federal para proteger, preservar e desenvolver a região. Os integrantes da comitiva estão conhecendo parcerias público-privadas para a conservação florestal, pesquisas no campo da saúde e da biologia, projetos de bioeconomia e de exploração sustentável das riquezas naturais da Amazônia, que geram emprego e renda na região.

A missão diplomática é formada por representantes do Japão, Espanha, União Europeia, Angola, Paraguai, França, Índia, Uruguai, Reino Unido, Suíça e Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA). Ainda integram a comitiva os senadores Kátia Abreu e Nelson Trad, dentre outros.

Tina DeBord – com informações da Agência Pará

Fotos: Paulo Guerreior/Ag.Pará