Grupo Tático flagra casal de traficantes de drogas no Bairro Nova Carajás

A mulher, conhecida como Malévola, seria a mandante de assassinatos cometidos por membros de uma das facções criminosas que disputam o poder em Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Estão presos, desde às 12h30 de ontem, domingo (26), na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, Serenilda do Nascimento Conceição, 28 anos, também conhecida no submundo como Malévola, e Thiago Lima Neto, 19. Eles foram capturados na Rua Tocantins, Bairro Nova Carajás, após denúncia anônima. A informação dava conta de que no endereço indicado estava havendo movimentação constante de pessoas e que ali poderia estar funcionando um ponto de venda de drogas.

Comunicada, uma guarnição do GTO (Grupo Tático Operacional) do 23º Batalhão de Polícia Militar e dirigiu ao local e, ao entrar na casa, flagrou a mulher embalando maconha para venda, acompanhada de Thiago. Sem ter como negar, o casal admitiu ser proprietário do entorpecente e não reagiu à voz de prisão. No local a PM também encontrou um revólver, calibre 32, relógios de pulso, celulares, papel para embalagem, um caderno com anotações e R$ 59,00. A droga encontrada pesou 89 gramas.

De acordo com o sargento Menezes, que comandou a operação, consta que Malévola pertence a uma das facções criminosas que disputam o poder na cidade e a função dela seria determinar quem, de facção contrária, deve morrer, após levantamento feito por outros membros do grupo.

(Caetano Silva)

Publicidade