Goianésia vai comprar pacote de raio-x, peças de carros e gás de cozinha

São tantas emoções no uso do dinheiro público que o governo até se atrapalha na identificação de processos nada a ver. Cada cidadão poderá desembolsar até R$ 140 para quitar a conta.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Goianésia do Pará soltou a franga e deve gastar até R$ 5,7 milhões em serviços que serão contratados de hoje (5) por diante. A maior parte dessa dinheirama será destinada a veículos, enquanto a saúde local receberá uma “injeçãozinha” de apenas R$ 154 mil. As informações foram levantadas pelo Blog do Zé Dudu, que observou três licitações do município de 40 mil habitantes cuja sede fica a 175 quilômetros da cidade de Marabá e a 380 da capital do estado, Belém.

Mas tem explicação: de acordo com o governo, a contratação tem em vista recolocar e manter os veículos da Prefeitura de Goianésia em perfeitas condições de uso, com o máximo de eficiência e segurança, assegurando a proteção no transporte de pessoas, cargas e no uso diário das atividades institucionais.

Confusão

Segundo a prefeitura, a contratação do fornecimento de gás visa ao atendimento de atividades ligadas à educação (preparo da merenda), saúde (preparo de alimento de pacientes), assistência social (preparo de lanches de usuários de programas socioassistenciais), entre outras ações e atividades desenvolvidas pela gestão.

Publicidade