Gabinete de Darci “arrocha” licitação de R$ 17 milhões a pretexto do Prosap

Medida foi publicada no Diário Oficial de hoje e integra pacote do Prosap, aquele mesmo programa para o qual prefeito de Parauapebas queria empréstimo de 70 milhões de dólares.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Era para ter sido realizada em janeiro deste ano, mas só de hoje a um mês vai ocorrer a licitação para contratar a empresa que construirá 250 casas populares a mando do Gabinete de Darci Lermen, prefeito de Parauapebas. São R$ 17.114.103,60 em jogo, conforme levantou o Blog do Zé Dudu junto ao Portal da Transparência. As informações sobre a data e a natureza da licitação saíram na edição de hoje (6) do Diário Oficial da União (DOU).

Segundo a publicação, o Gabinete do Prefeito quer “atender às demandas vinculadas ao Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap)”. O Prosap é aquele mesmo em relação ao qual o prefeito Darci andava — e ainda anda — atrás de empréstimo no valor de 70 milhões de dólares para executá-lo.

A construção de casas populares é uma das medidas para acabar com assentamentos precários no município. Em 2010, com a passagem do censo demográfico, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou oito favelões no rico município, também chamados de aglomerados subnormais. Além das favelas, o instituto constatou a falta de moradia adequada para 9.450 famílias parauapebenses.

Publicidade