Folha: agricultor morto no PA era suspeito de homicídios, diz delegado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O agricultor e sindicalista assassinado na quinta-feira (25) em Marabá, no sudeste do Pará, já havia sido preso por duplo homicídio e era investigado sob suspeita de mais dois assassinatos, disse à Folha o delegado José Humberto de Melo, da Delegacia de Conflitos Agrários.

Ontem, a Polícia Civil disse que suspeitava que a morte de Valdemar Barbosa de Oliveira, 54, estava ligada à invasão de uma fazenda em Jacundá, no ano passado. Ele liderou o acampamento de famílias rurais na área e já havia denunciado ameaças por parte do dono da propriedade. Para o delegado, o assassinato também pode ter sido motivado por acerto de contas. A vítima foi atingida por dois tiros após ter sido abordada por dois homens em uma moto quando andava de bicicleta na zona urbana da cidade.

Melo disse que o “modus operandi” dos criminosos indica que sejam pistoleiros, a serviço de um mandante. O Ministério da Justiça disse que o nome de Oliveira não constava em nenhuma lista de ameaçados.

A reportagem tentou falar com a família do agricultor por telefone, por meio de número passado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marabá. Sem se identificar, a pessoa que atendeu disse que não comentaria as suspeitas de homicídio.

Fonte: Folha.com