Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira este ano será on-line

Com apoio da Unifesspa, o evento ocorrerá durante um mês e em uma plataforma de streaming lançada especialmente para a exibição dos materiais audiovisuais do festival, gratuitamente
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Com apoio de várias instituições parceiras, entre elas a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), e financiado pela lei estadual paraense Aldir Blanc de Emergência Cultural, o Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira (FIA Cinefront) ocorrerá entre os dias 15 de abril e 15 de maio de 2021, pela plataforma própria cinefront.org.

A sexta edição estava planejada para o ano de 2020 no formato presencial, mas, em decorrência da pandemia por Covid-19, foi suspensa, sendo retomada agora em novo formato de acordo com as possibilidades sanitárias. 

Na programação, além dos filmes, ocorrerão mesas redondas, sessões especiais com participação de homenageados, oficinas e uma exposição fotográfica da obra de Miguel Chikaoka, que será homenageado na abertura, no dia 15 de abril (Imagem em anexo). 

O FIA Cinefront ocorrerá durante um mês e em uma plataforma de streaming lançada especialmente para a exibição dos materiais audiovisuais do festival, que é totalmente gratuita.

O FIA Cinefront é um evento composto por mostra e debates de obras cinematográficas que abordam a realidade amazônica e de outras regiões periféricas que sofrem as consequências dos processos de desenvolvimento pautados pela expansão capitalista.

De caráter não competitivo, o festival consiste também em oportunidade de pautar as lutas sociais por direitos, igualdade, justiça e dignidade das populações das regiões periféricas do mundo. Além de obras selecionadas no presente regulamento, a programação principal do VI FIA Cinefront será composta por trabalhos convidados pela curadoria, levando em consideração sua relevância à temática e homenagens a serem realizadas. 

(Fonte: Ascom Unifesspa)

Confira a lista dos filmes e documentários: 

ObraDireção
Pureza (2019)Renato Barbieri
Tiempos de Lucha, aciones de una comuna (2020)Jesús Reyes, Jesús García e Víctor Hugo Rivera
Servidão (2019)Renato Barbieri
Transamazônica: Utopias na selva (2021)  {Série}Luiz Arnaldo Campos
Depois do Vendaval (2019)José Carlos Asbeg, Luiz
Arnaldo Campos e Sérgio Péo
Encantadas – Mulheres e suas
lutas na Amazônia (2018)
Taís Lobo e Milena Argenta
Labirinto de papel (2014)André Araújo e Roberto
Giovannetti
Mokambo (2018)Soraya Mesquita
Chão (2019)Camila Freitas
Gwaj ba nhõ pyka, a nossa Terra
(2014/2015)
Simone Giovine
Histórias de Cumaru (2018)Simone Giovine
Pi’y – Castanha (2017)Simone Giovine
Atordoado, Eu Permaneço
Atento (2019)
Henrique Amud & Lucas H.
Rossi dos Santos
Pedral do Caminho (2019)Fiama Rodrigues Silva
Transamazônia (2019)Renata Taylor, Débora
McDowell e Bea Morbach
Caiçaras – Às Margens do Brasil
(2017)
Guilherme Rodrigues

*Lista atualizada dia 24/03/2021, às 18:30h.