Estádios Baenão e Curuzu estão sendo postos de vacinação contra a gripe na capital Belém

As diretorias dos clubes já disponibilizaram outras propriedades em prevenção ao coronavírus
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Os estádios Evandro Almeida, o Baenão, que pertence ao Clube do Remo, e o Leônidas Castro, a Curuzu, de propriedade do Paysandu Sport Club foram cedidos e colocados a disposição para o governo do estado e para a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), como pontos de vacinação contra a gripe para pessoas com mais de 60 anos e profissionais da saúde, para imunizar contra os vírus influenza A (H1N1pdm09), A (H3N2) e B (Victoria).

A primeira fase da campanha iniciou na manhã desta segunda-feira (23/03) e se estendeu ao longo do dia. As diretorias de Leão e Papão, também disponibilizaram, além de seus estádios, outras propriedades dos clubes, como suas sedes sociais. O Paysandu também se for preciso, vai disponibilizar o seu hotel que fica nas dependências do próprio estádio da Curuzu, já voltado pela preocupação e prevenção do covid-19.

“O nosso estádio da Curuzu, que contém além de espaços como departamentos médicos, fisioterapia, áreas fechadas e abertas, a gente tem um hotel que pode fazer muita diferença. Esse hotel tem 19 quartos com capacidade para dois hóspedes em cada quarto, podendo servir tanto para abrigar médicos que não podem mais voltar para casa e isso é uma realidade que está acontecendo no mundo, para não ter risco de contaminar sua família, ou até mesmo para se transformar em leito de UTI ou de unidade de tratamento”, afirmou Ricardo Gluck Paul, presidente do Paysandu Sport Club.

A campanha para vacinação de idosos e profissionais da saúde encerra no dia 15 de abril, quando inicia a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) de 16 de abril até 8 de maio destinada para professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais como diabetes, hipertensão, entre outras. O Leão também já pensa além da companha da gripe, e se preocupa com os paraenses em relação ao contágio do coronavírus.

“Nesse momento todos nós precisamos fazer a nossa parte e o Clube do Remo não podia se furtar disso. A gente decidiu junto com a diretoria colocar a disposição as nossas estruturas como a sede social, Baenão, sede náutica, com toda a estrutura. O náutico recém-pronto com consultórios, alojamentos, enfim. Colocar a disposição das autoridades para que eles possam fazer o melhor uso de como acharem necessário. Nós já estamos com a campanha da vacinação todos os dias das 8h às 14h que está acontecendo no Baenão e se precisarem de qualquer outra coisa, inclusive para colocar pacientes em observação, serão muito bem vindos. Todos fazendo a sua parte, a gente vai conseguir. Fiquem em casa”, disse Fábio Bentes, presidente do Clube do Remo.

Por Fábio Relvas

Publicidade