Em relatório trimestral, Vale divulga produção histórica de minério de ferro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

minério de ferroA mineradora Vale, cuja maior operação de minério de ferro fica em Parauapebas, divulgou hoje, 19, o seu relatório trimestral de produção. Segundo o relatório de 21 páginas, destinado principalmente a investidores e a analistas de mercado, a empresa atingiu a marca de 88,2 milhões de toneladas de produção de minério de ferro no terceiro trimestre de 2015, representando a maior produção trimestral da história da companhia.

A produção de minério de ferro da Vale – excluindo o minério adquirido de terceiros e a produção atribuível à Samarco (mineradora cujo controle acionário a Vale divide com a BHP Billiton Brasil) – também bateu recorde nos nove primeiros meses de 2015, alcançando um total 248 milhões de toneladas, 11,8 milhões de toneladas a mais que os nove primeiros meses de 2014. A produção de Carajás representou aproximadamente 38,44% do total do trimestre, alcançando a marca histórica de 33,9 milhões de toneladas, a maior para um terceiro trimestre.

O resultado de Carajás foi superior em 2,3 milhões de toneladas com relação ao segundo semestre de 2015 e 1,7 milhões de toneladas maior do que o terceiro trimestre de 2014. De acordo com o relatório, o bom desempenho ocorreu principalmente “devido ao ramp-up [aumento da capacidade e produção de uma mina] das minas de N4WS e N5S e à melhor utilização da capacidade da Planta 2”.

O teor médio do produto foi de 65,1% de minério de ferro, 1,5% de sílica, 1,6% de alumina e 0,084% de fósforo. Segundo o relatório, “os ganhos de produtividade em outras operações parcialmente compensaram a paralisação da produção nas plantas de beneficiamento”. Também houve redução na compra de minério de terceiros no terceiro trimestre de 2015. Operações menos eficientes, incluindo plantas de beneficiamento nas operações de Feijão, Jangada, Pico, Fábrica e Brucutu foram paralisadas no terceiro trimestre, totalizando capacidade anualizada de 13 milhões de toneladas.