Dr. Veloso, segundo colocado na eleição para prefeito de Marabá, rebate alfinetada de Toni Cunha

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

O médico Manoel Veloso, alfinetado pelo vice-prefeito de Marabá, Toni Cunha, sob a alegação de que usou as redes sociais para tripudiar do sofrimento do Tião, “em uma atitude vil e descompromissada com Marabá”, encaminhou resposta ao Blog comentando a fala de Cunha.

Disse Veloso, que foi o segundo colocado na eleição de outubro passado em Marabá:

“A referência à nossa opinião dos fatos, feita pelo vice-prefeito Toni Cunha, em seu discurso de posse, vem valorizar a nossa atuação como oposição. Ela (a oposição) é fundamental para o sucesso de um governo. Acho que já começamos bem, fazendo o prefeito eleito refletir  e se apresentar para trabalhar.

O interesse do povo de Marabá não pode estar à mercê do humor e do estado emocional do Tião.

Como médico sei que uma depressão tem tratamento e bem cuidada responde entre 6 a 12 semanas, com normalização dos sintomas. Claro que existem oscilações e recaídas que realmente podem ser incapacitantes, mas, não se tem noticia de pedido de licença médica para afastar-se da Assembleia Legislativa durante estes últimos meses. Em sua própria carta renúncia, diz-se apto ao trabalho como parlamentar.

Ele (Tião) tem a responsabilidade, que assumiu perante todos, de tirar a cidade desse buraco.

Como oposição crítica e construtiva, estarei vigilante na defesa dos marabaenses!”

Manoel Veloso

Publicidade