Dois assaltantes de Breu Branco são mortos em confronto com a PM em Uruará

Outros dois criminosos, que integrariam uma quadrilha que age na região de Tucuruí, foram presos. Um deles é empresário na cidade de Breu Branco
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
O malote de dinheiro foi recuperado e armas apreendidas

Continua depois da publicidade

Dois assaltantes acusados de assaltar uma casa lotérica, na modalidade “saidinha bancária”, em Uruará, no sudoeste do Pará, foram mortos, na noite desta segunda-feira (14), em confronto com a Polícia Militar. Outros dois criminosos, que integrariam uma quadrilha com base em Breu Branco, no sudeste do estado, foram presos.

Os presos são Gilson Garcia, que é empresário em Breu Branco, e seu primo, João de Deus, que mora em Uruará e, segundo a Polícia Militar, deu suporte a quadrilha.

De acordo com a PM, os assaltantes mortos atacaram a gerente de uma casa lotérica quando ela chegava à agência da Caixa Econômica Federal (CEF) com um malote de dinheiro na tarde de ontem. Após a ação, a guarnição recebeu informações que havia homens armados circulando pela cidade em uma caminhonete, dando início às buscas. 

O veículo foi localizado – dentro dele estavam Gilson Garcia e João de Deus. Em conversa com os agentes, Gilson argumentou que estava na cidade a negócios, mas sua versão caiu por terra após o primo ficar nervoso e revelar que, na verdade, estariam dando apoio aos assaltantes que estavam escondidos em uma área de mata fechada próxima à cidade.

A guarnição pediu apoio ao Grupamento Tático Operacional (GTO) do batalhão de Altamira, na mesma região, e seguiu para a área indicada pelos assaltantes. Os demais criminosos, ao avistarem as viaturas, fizeram vários disparos contra as guarnições.

Houve o revide imediato e os dois assaltantes foram feridos. Eles ainda foram socorridos e levados para o Hospital Municipal de Uruará, mas não resistiram e vieram a óbito na unidade de saúde. A bolsa levada da gerente, com o valor de mais de R$ 160 mil, foi recuperada e devolvida à lotérica. 

Uma moto utilizada no assalto e um carro Fiat Strada usado para dar apoio na ação criminosa foram apreendidos, assim como duas armas de fogo, sendo um revólver e uma pistola. De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes integram uma quadrilha de criminosos de alta periculosidade, que atua na região do município de Tucuruí e é especializada em assaltos na modalidade “saidinha bancária”. 

A Polícia Civil de Uruará iniciou as investigações e agora tenta identificar todos os integrantes da associação criminosa.

Tina DeBord