Diretoria do Parauapebas Futebol Clube vai disponibilizar dois mil ingressos grátis

Os torcedores do Gigante de Aço terão que comprovar que tomaram as duas doses da vacina contra a Covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Focado no acesso para à elite do Parazão, a diretoria do Parauapebas Futebol Clube pretende lotar o Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, para o jogo de volta diante do São Raimundo, de Santarém, válido pelas quartas de final da segunda divisão do paraense, marcado para a próxima sexta-feira, 12, às 18h. O estádio receberá pela primeira vez o público torcedor, já que os laudos técnicos do Rosenão foram liberados somente agora pelo Ministério Público do Estado (MPE/PA).

Será disponibilizado para o torcedor do Gigante de Aço, dois mil ingressos grátis, tendo que comprovar que tomou as duas doses da vacina contra a Covid-19. Os torcedores podem retirar seus bilhetes a partir desta quinta-feira, 11, às 8h, na Loja Marola Mult Sport, que fica localizada na Av. do Comércio, 43 A, no bairro Rio Verde, e no escritório do Portal Pebinha de Açúcar, no Partage Shopping.

As duas equipes fizeram o jogo de ida na tarde do último domingo, 7, no Estádio Jader Barbalho, o Barbalhão, em Santarém, com o duelo terminando empatado sem gols. O torcedor do Gigante de Aço será fundamental para a classificação da equipe para as semifinais do estadual. Quem vencer fica com a vaga e se houver outro resultado de empate, a decisão vai para os pênaltis. O adversário de Parauapebas ou São Raimundo será o Caeté, que eliminou o Pinheirense.

“Ganhamos mais dois dias com o adiamento da partida e estamos usando para trabalhar, ajustar a equipe, entender bem esse adversário, que tem qualidade e jogadores que podem oferecer riscos a nossa equipe. É um outro jogo, é um mata-mata e nós precisamos do apoio do torcedor e da confiança dos jogadores, que estão tendo compromisso, e que nós possamos dá um passo importante para a semifinal. Três já estão e falta o PFC.”, afirmou Luís Carlos Cruz, técnico do Parauapebas.  

Por Fábio Relvas