Diretoria da Celpa se reúne em Marabá para a primeira Reunião de Gestão Participativa e anuncia investimentos no Sul do Pará.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Mensalmente, a Diretoria tem visitado uma regional para apresentar resultados e ouvir a opinião dos colaboradores quanto à gestão da empresa. “A Reunião de Gestão Participativa oferece aos colaboradores a oportunidade de apresentar sua área, bem como seus resultados, suas boas práticas e principais dificuldades. É uma oportunidade também para toda a Diretoria monitorar e analisar os indicadores, com a participação de todos os envolvidos, gerando o desenvolvimento de ações e soluções que refletem bons resultados para a Celpa”, avalia o presidente da Celpa, Nonato Castro. A reunião com colaboradores com regional Sul do Pará ocorreu no dia 14 deste mês.

A Celpa tem um compromisso de investir em dois anos R$ 700 milhões, dos quais R$ 602 milhões já estão definidos como investimento no sistema elétrico paraense, para a melhoria do fornecimento. Esse recurso será aplicado em todas as regiões do Pará em obras  de ampliação do sistema elétrico e na retomada de projetos especiais, como o Programa Luz pata Todos (PLPT). Merecem destaque as novas conexões com a rede básica em Carajás e Xinguara e o Projeto Carajás-Parauapebas-Canaã 138 kV, dentre outros empreendimentos previstos na área de abrangência da regional Sul.

A Celpa também irá reforçar o sistema elétrico existente, por meio de manutenções e planos especiais de atendimento em datas estratégicas, como ocorreu nas Festas de Fim de Ano e no Carnaval, no intuito de garantir o fornecimento de energia, tratando os pontos onde o fornecimento ainda é crítico. “Em 2012, tivemos os piores indicadores de fornecimento do Brasil. Portanto,  nosso foco é investir para reverter esse quadro e fornecer energia de qualidade aos nossos clientes”, afirma o presidente da Celpa, Nonato Castro.

A visão da Celpa é ser uma empresa referencial em excelência e rentabilidade na distribuição de energia elétrica no Brasil. Para tanto, deu início a uma profunda mudança no modelo de gestão e retomou os investimentos em todo o Pará. O Plano de Reestruturação implantado pela empresa inclui redução de custos, redesenho de processos e da estrutura organizacional, com vistas a torná-la mais eficiente e ágil. Para a concessionária, isso permitirá que ela tenha recursos para fazer os investimentos necessários para a melhoria do fornecimento e atendimento da população paraense.

Os canais de atendimento também estão sendo reestruturados. A Central de Atendimento da Celpa já está em funcionamento no Pará desde o dia 13 deste mês de maio, possibilitando a geração de 300 postos de trabalho. Durante os primeiros 45 dias de operação, a Central de Atendimento em Belém estará operando em paralelo com a central de Campo Grande, para garantir que a transição ocorra da melhor forma possível. Nas agências, um novo modelo de atendimento está sendo implementado. Elas estão sendo adequadas à nova identidade visual da Celpa e os atendentes capacitados e atualizados.

A Celpa acredita neste modelo de gestão, que é adotado nas melhores empresas do mundo, especialmente porque o novo controlador já vivenciou situação como esta, conseguindo resultados surpreendentes. “Nós já sabíamos do desafio que teríamos pela frente, mas conhecemos os caminhos a serem seguidos, pois já vivenciamos isso anteriormente e vamos seguir esse modelo de sucesso”, conclui o Presidente da Celpa, Nonato Castro.

Investimentos na Região Sul do Pará
Os investimentos da Celpa no Sul do Pará contemplam áreas estratégicas e somam cerca de R$ 158 milhões. Nesse sentido, a empresa investirá na expansão do sistema e irá retomar diversos projetos, como o Programa Luz pata Todos (PLPT), as novas conexões com a rede básica em Carajás e Xinguara e o Projeto Carajás-Parauapebas-Canaã 138 kV, dentre outros empreendimentos previstos na área de abrangência da regional Sul.

Em Marabá, o Plano de Investimentos da Celpa inclui a expansão da rede elétrica para atender a novos clientes e a regularização de consumidores ligados irregularmente ao sistema elétrico. Para tanto, as subestações Eldorado dos Carajás, Redenção e Conceição do Araguaia, que atendem os respectivos municípios e outros próximos, terão a capacidade de atendimento ampliada. Também estão previstas construções de novas redes, redivisão de circuitos elétricos e implantação de novas estruturas de rede.

Fonte: Assessoria de Imprensa CELPA

Publicidade

Relacionados