Parauapebas

Determinando condicionantes, juiz Libio Moura põe “Boi de Ouro” em liberdade

O juiz Libio Araújo Moura, titular da Vara Penal da Comarca de Parauapebas, expediu hoje (07) o Alvará de Soltura do empresário Edmar Cavalcante Oliveira, o Boi de Ouro, preso …

O juiz Libio Araújo Moura, titular da Vara Penal da Comarca de Parauapebas, expediu hoje (07) o Alvará de Soltura do empresário Edmar Cavalcante Oliveira, o Boi de Ouro, preso no dia 26 de maio durante a “Operação Filisteus”, do Gaeco, em Parauapebas.

No entanto, o juiz deixou algumas condicionantes para que o empresário continue em liberdade. São elas:

  1. Comparecer mensalmente em juízo, até o 10° dia útil de cada mês, mantendo endereço atualizado de todos os imóveis que possua;
  2. Proibição de acesso e frequência em qualquer órgão da administração pública direta ou indireta, especialmente na Câmara de Vereadores e na Prefeitura Municipal de Parauapebas, excetuando os prédios do Ministério Público Estadual e Poder Judiciário;
  3. Proibição de manter qualquer espécie de contato com os demais réus, testemunhas do caso, servidores do Poder Legislativo Municipal, vereadores e Prefeito Municipal;
  4. Proibição de se ausentar da comarca de Parauapebas;
  5. Restrição judicial para qualquer tipo de negociação envolvendo a propriedade comercial denominado Supermercado Baratão, devendo ser Oficiado ao Cartório de Registro Civil para realizar o bloqueio, cabendo ao agente demonstrar, no prazo de 30 (trinta) dias, a efetivação da medida, anexando o título com a anotação.

O juiz determinou, ainda, que o acusado Edmar Cavalcante compareça em juízo no dia 09 de julho de 2015, às 08h 30min. para tomar ciência das medidas.

Um comentário em “Determinando condicionantes, juiz Libio Moura põe “Boi de Ouro” em liberdade

  1. genesio filho Responder

    Mais o supermercado baratao nao é dele. Ele é so arendatario, assim como a corelo tb nao é dele.

Deixe seu comentário