Delegacia de Repressão ao Crime Organizado abre investigação na Prefeitura de Jacundá

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Antonio Barroso

A Diretoria de Polícia Especializada, por meio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) instaurou procedimento investigatório para apurar o processo de locação de um imóvel por parte da Prefeitura do município de Jacundá, no sudeste do Estado. A Procuradoria Geral respondeu ao ofício no dia 27 de novembro.

O imóvel em questão já é alvo de denúncia apurada pela Câmara de Vereadores através da Comissão Processante que investiga a “ilegalidade do contrato de locação do imóvel onde funciona o Fundo Municipal de Assistência Social e do Programa Bolsa Família”. O imóvel foi alugado na gestão do prefeito José Martins de Melo Filho.

O delegado Carlos Eduardo Vieira, da DRCO, solicitou por meio de ofício “documentos originais do procedimento licitatório e contrato, bem como demais documentos pertinentes, a cerca da locação de imóvel em que funciona a secretaria municipal de Assistência Social”. O documento foi encaminhado ao secretário de Finanças, Sérgio Correia, que repassou ao advogado da Prefeitura.

No dia 24, o procurador geral da advocacia da Prefeitura de Jacundá, advogado Bernardo Hage Uchôa, respondeu ao oficio e anexou a documentação solicitada.

Publicidade