Debate na UFRA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Organizado pela Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA – aconteceu ontem (9), em Parauapebas, um evento para discutir a divisão do Pará. A princípio era para ser um debate, todavia, o que se viu foi a exposição de opiniões do deputado federal Zenaldo Coutinho ( PSDB) e do deputado estadual João Salame (PPS), o primeiro em defesa da manutenção do Pará e o segundo pela divisão.

Para um plenário lotado de estudantes, comerciantes, empresários, políticos locais e militantes na imprensa, João Salame mostrou que o Pará está tecnicamente quebrado, que já não pode mais assumir o papel que lhe é atribuído pela CF, e que a criação de Carajás e Tapajós é viável economicamente.

Zenaldo Coutinho, apesar de falar para um público praticamente contra ao que pretendia defender, foi ouvido com educação e poucas vezes foi vaiado, apesar das atitudes provocadoras que insistia em usar. Tentou, em minha opinião sem sucesso, esclarecer que não é a divisão do Pará que irá resolver os problemas de Carajás e Tapajós.

Confesso que esperava mais do deputado Zenaldo, assim como esperava mais do suposto debate.

Sem querer desmerecer a organização, creio que, no futuro, será necessário deixar que os eloquentes debatedores troquem perguntas, comentem as respostas um do outro. Acredito que a maioria ficou satisfeita com o que viu e ouviu, contudo, o bom  e velho sistema de debate onde há a interação entre os oponentes e a plateia é muito mais palatável aos que assistem. Fica a dica!

Publicidade