Cratera no asfalto há 5 meses prejudica moradores de dois bairros

Quem não quer se arriscar numa pinguela de tábuas, tem de fazer uma volta de 3km. Um motociclista já foi engolido pelo buraco
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Prestes a completar cinco meses, uma cratera na Avenida Bahia, entre os setores Green Ville e Jardim Primavera, continua aberta e os moradores obrigados conviver diariamente com o rompimento do asfalto, que paralisou a trafegabilidade pelo local.

Mesmo tendo passado todo esse tempo, nenhum responsável pela obra compareceu ao local, a fim de executar os reparos e resolver problema, que vem causando transtornos aos moradores da região desde 26 de novembro do ano passado.

Quem precisa transitar com veículo pelo local é obrigado a desviar por outro lugar, fazendo uma volta de quase 3 quilômetros da Avenida Bahia. Outros preferem se arriscar, passando por uma pinguela feita de tábuas, que divide o asfalto.

Na semana passada, uma motocicleta caiu dentro da cratera, quando o motociclista tentava passar por cima de um pedaço de madeira. Para retirar a moto de dentro do buraco, ele precisou da ajuda de populares. Por sorte, ninguém se feriu.

Pedro Sousa da Silva criticou administração por não ter arrumado o trecho da Avenida Bahia. “Lamentamos por esta situação. Precisará quantas pessoas caírem aqui neste buraco, para a prefeitura vir arrumar? Isso é vergonhoso. Então, eu peço, senhor prefeito, venha arrumar isso aqui, vai nos ajudar”, apelou o agricultor.

A respeito da cratera na Avenida Bahia, em 8 de fevereiro passado, a Secretaria Municipal de Obras notificou a empresa, Juary Empreendimentos Imobiliários Ltda., pelo ofício 32/2019, em “caráter de urgência”, para que executasse as obras de reparos, de modo a garantir a trafegabilidade. A empresa informou, quatro dias depois, que estaria realizando estudos de avaliação da estrutura da ponte com o objetivo de recuperar e reforçar a estrutura. Mas, segundo nova resposta, as obras ainda não iniciaram devido ao período chuvoso.

Publicidade