Copa do Brasil: Paysandu perde para o Bahia por 2 a 0, mas avança para as oitavas de final

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas – Da Redação

O Paysandu não aguentou a pressão do Bahia-BA e foi derrotado, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (22), no estádio de Pituaçu, em Salvador (BA). A partida foi válida pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Apesar do placar adverso, o Papão conseguiu se classificar pela primeira vez na história para as oitavas de final da competição, já que havia vencido o jogo de ida na semana passada em Belém pelo placar de 3 a 0. Os gols do time baiano foram marcados por Souza e Kieza no segundo tempo. O sorteio dos confrontos das oitavas de final será realizado no dia 4 de agosto na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro.

A partida: no sufoco!

Como havia perdido o primeiro jogo, por 3 a 0, o Bahia não tinha outra alternativa a não ser atacar o Paysandu. Mas quem começou melhor foi o Papão. Yago Pikachu cruzou da direita e o atacante Aylon tentou concluir de carrinho, mas não alcançou a bola. Em outra tentativa do bicola, Souza tentou de cabeça e a bola foi fraca em cima do goleiro. No lance seguinte, Souza lançou bem para Aylon que na hora de finalizar foi travado pela defesa tricolor.

O Bahia chegou com Tiago Real que cruzou uma bola perigosa, a zaga bicolor cortou para escanteio. Em uma falta na entrada da grande área, Ávine cobrou no capricho e a bola explodiu no travessão, quase o primeiro gol dos donos da casa. O Paysandu tentou chegar depois que Souza lançou para Aylon, mas o atacante não teve domínio e a boa se perdeu pela linha de fundo.

Bahia x Paysandu Copa do Brasil

O Tricolor de Aço respondeu com Tiago Real que cruzou na área na direção de Kieza, o atacante pediu pênalti, mas a arbitragem mandou seguir o lance. Robson pegou uma sobra de bola e chutou forte, Emerson defendeu bem para o bicola. Kieza foi lançado, mas recebeu forte marcação de Ricardo Capanema que entrou de carrinho no lance. Ávine cobrou outra falta para o Bahia, desta vez a bola desviou na barreira e foi para fora.

Preso na marcação o Paysandu tinha dificuldades para sair jogando. Em um contra-ataque Yago Pikachu acabou se atrapalhando com a bola e não conseguiu passar para ninguém. No lance seguinte, após tabela, o atacante Souza do Papão ficou cara a cara com o goleiro Douglas Pires, mas a arbitragem parou o lance marcando impedimento. Tiago Real cobrou escanteio para os donos da casa, Kieza conseguiu cabecear mesmo marcado e a bola passou assustando o goleiro Emerson.

Um dos nomes do jogo, Tiago Real, lançou mais uma vez na área para a cabeçada de Alexandro, mas o goleiro Emerson segurou firme para o Paysandu. Na segunda etapa o Bahia seguiu pressionando. Para variar Tiago Real cruzou outra bola na área bicolor, Kieza dominou, ajeitou, mas foi desarmado pelo zagueiro Thiago Martins que cedeu mais um escanteio para o Tricolor de Aço.

A torcida sentiu o clima de pressão e empurrou o Bahia. Tiago Real cobrou falta e o goleiro Emerson tirou de soco. Em mais uma falta cobrada por Tiago Real, a defesa do Papão afastou, mas a bola saiu perigosa pela linha de fundo. Em mais uma bola alçada na área do time paraense, Kieza tentou marcar de cabeça e mandou para fora. O tricolor não desistiu e continuou cruzando bola na área, desta vez foi Tony que levantou para Kieza que testou no meio de dois marcadores, mas Emerson defendeu.

O gol do Bahia estava amadurecendo. Ávine cobrou escanteio para a cabeçada de Alexandro, a zaga do Papão desviou pela linha de fundo cedendo outro escanteio. O habilidoso Maxi Biancucchi recebeu dentro da área, mas foi travado por Fahel e a bola saiu para mais um esquinado. João Paulo saiu driblando vários adversários e mandou um chutaço no canto de Emerson, o goleiro do Paysandu salvou para escanteio.

O tempo passava e nada do Tricolor de Aço marcar. Kieza recebeu passe na ponta direita e mesmo sem ângulo quase surpreendeu o goleiro bicolor que salvou para escanteio. Mas no lance seguinte não teve jeito. O zagueiro Thiago Martins tocou na bola com a mão dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Souza cobrou bem deslocando o goleiro Emerson e abrindo o placar para o Bahia, 1 a 0, aos 31 minutos.

O gol incendiou o time e a torcida nas arquibancadas. O Bahia precisava de mais dois gols para levar a disputa para os pênaltis. Tiago Real cobrou escanteio fechado e quase marcou um gol olímpico para os donos da casa. O tricolor chegou ao segundo, depois que a zaga mandou um chutão para frente, a defesa do Paysandu bateu cabeça e a bola sobrou para o atacante Kieza, que driblou o goleiro Emerson e correu para o abraço, aos 41 minutos, 2 a 0 Bahia.

Com o grito de “eu acredito!” a torcida do Bahia empurrou o time que no momento do jogo precisava de mais um gol. Depois de uma bola levantada na área do time paraense, Emerson sai mal do gol, mas conseguiu desviar para escanteio. Arbitragem sinalizou cinco minutos de acréscimos. Nada mudou e o placar ficou mesmo: Bahia 2 x 0 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

  • BAHIA: Douglas Pires; Tony (João Paulo), Robson, Jaílton e Ávine; Wilson Pittoni, Yuri (Souza) e Tiago Real; Kieza, Maxi Biancucchi (Léo Gamalho) e Alexandro. Técnico: Sérgio Soares
  • PAYSANDU: Emerson; Yago Pikachu, Thiago Martins, Pablo e João Lucas; Ricardo Capanema, Jhonnatan (Augusto Recife), Fahel e Carlinhos (Carlos Alberto); Aylon e Souza (Leandro Cearense). Técnico: Dado Cavalcanti

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Cartões amarelos: Yuri, Souza e Kieza (Bahia); Fahel, Carlos Alberto e Emerson (Paysandu)

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)

Publicidade

Posts relacionados