Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Política

Convenção do PSL encerra com pesadas críticas ao governo estadual

Legenda apoia coligação liderada pelo ex-Ministro Helder Barbalho (MDB), candidato a governador do Pará

Por Val-André Mutran, enviado especial

Belém – O Partido Social Liberal (PSL) lançou seus pré-candidatos a deputado estadual, federal e ao Senado na manhã deste sábado (4), no auditório da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (FAEPA), que lotou de convencionais, militantes e simpatizantes da legenda. Com pesadas críticas ao atual governo paraense, responsabilizado por “entregar” a organizações criminosas, como o PCC de São Paulo, o poder de vida ou morte de mais de 1.200 vítimas de assassinatos, atribuídos à escalada da violência que se estabeleceu na capital e no interior do estado. As declarações foram feitas pelo deputado federal Delegado Éder Mauro (PSL-PA), último a discursar na convenção.

A legenda apoia a coligação liderada pelo ex-Ministro Helder Barbalho (MDB), que disputa o governo do estado. O partido ainda não havia fechado a lista completa de candidatos e candidatas, mas, discursaram na convenção o Cabo Heferson, com base eleitoral em Castanhal, e Capitão Machado, defendendo em seus discursos que o modelo de ensino das escolas militares sejam adotadas em toda a Rede de Ensino Público. O militar é candidato à deputado estadual.

Presidente da Aprosoja-Pará e membro do Conselho Fiscal da entidade a nível nacional, o agricultor Vanderlei Ataídes planta soja há vinte anos no estado e explicou a transformação oriunda do emprego e renda que impactaram a economia de Paragominas, nordeste do Pará, mudando o cenário anterior de um dos municípios mais poluídos e violentos do país, numa cidade totalmente diferente e progressista.

O candidato a deputado estadual, Josiel Alves, quer defender os direitos dos deficientes físicos do Pará. Ele próprio é pescador em São Caetano de Odivelas, acredita que sua plataforma é voltada para os direitos de duas classes da sociedade sem a devida atenção dos governos.

Lares Fenandes viajou quase mil quilômetros de São Felix do Xingu para participar da convenção. Militante e líder do Movimento Conservador no seu município, o jovem defendeu a politização da juventude e Educação de qualidade para mudar o estado e o Brasil.

Já o arte-educador, Kleber Raiol, resumiu a sua trajetória de vida, garantindo que foi a Educação o seu fator transformador e que o empenho de recursos para uma Educação Pública de qualidade deve ser priorizado por qualquer parlamentar.

Veja também:  Governador eleito terá de reinventar a roda para fazer o Pará andar para frente

O Tenente Erimar, do Corpo de Bombeiros, disse que se for eleito, defenderá a categoria dos policiais militares e bombeiros militares que, ao longo dos anos, não estão recebendo a atenção e valorização da categoria por parte dos governantes.

Gargalos impedem o crescimento do Pará

Vários pré-candidatos destacaram em seus discursos, as razões que estão criando obstáculos para o crescimento do estado do Pará.

O coronel da reserva do Exército, Paulo Barros, que também é professor universitário de Direito e Administração Tributária, ressaltou que os baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do estado estão diretamente relacionados às restrições legais para a produção no Pará; citando como exemplo a obrigatoriedade da Reserva Legal de 80% imposta pelo governo federal, restando apenas 20% da propriedade para atividades de geração de emprego e renda.

A mesma opinião do coronel é compartilhada pelo delegado federal Eguchi, ambos candidatos à deputado federal pela legenda. “Há anos três grandes gargalos estão criando obstáculos para o desenvolvimento: o ambiental, o fundiário e o mineral. Órgãos federais não deixam o empresário produzir, em razão de uma política de governo com viés ideológico”. Ao explicar o conceito, Eguchi disse que poucos produzem para pagar benefícios sociais para quem não produz, citando programas como Bolsa-Famílias e demais conjunto de políticas assistencialistas.

O Dr. Manoel Claudio Veloso, ao lado do deputado Delegado Éder Mauro, é um político com experiência. Com uma excelente votação à prefeitura de Marabá nas últimas eleições, o médico cardiologista tem uma longa história política familiar e grande chances eleitorais em Marabá e região.

O delegado João Moraes se lançou como candidato ao Senado. Com uma plataforma de defesa de toda a classe policial, Moraes vem crescendo muito na preferência desse eleitorado, além de pessoas que estão preocupadas com a escalada da violência no Pará.

O PSL é o partido do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro, líder nas pesquisas de intenção de voto.

Deixe uma resposta