Com plenário lotado, vereadores de Canaã fazem duras críticas ao governo municipal

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Foi com uma chuva de críticas ao governo municipal de Canaã dos Carajás que a quinta Sessão Ordinária do Legislativo aconteceu. O pleito foi realizado nesta terça-feira (13) e teve casa lotada. Quem esteve por lá, pôde ver de perto a visível insatisfação dos vereadores com questões relacionadas à infraestrutura do município. Problemas com a iluminação pública, buracos espalhados pela cidade e a limpeza urbana estiveram no centro das falas de alguns parlamentares.

Tudo começou quando o presidente da casa, vereador Junior Garra (PR), fez uma indicação ao executivo. Nela, o legislador pedia em caráter de urgência que a lei municipal 255/2010, que dispõe sobre a limpeza dos lotes, calçadas e meios-fios na zona urbana do município, fosse cumprida. Na sua fala, o presidente mostrou indignação com a atual situação de Canaã: “O mato alto e o lixo acumulado facilitam a formação de reservatórios de água. Estes se tornam criadouros do mosquito da dengue. Assim, a ação das equipes que trabalham no combate à dengue também é prejudicada pela dificuldade de acesso ao local. A população, ao se deparar com essa situação, acaba tentando resolver o problema por conta própria com as queimadas e isso também prejudica a cidade.”

O vereador também lembrou que o mato acumulado serve de esconderijo para criminosos e produtos de roubo. Além disso, explicou Garra, animais peçonhentos e roedores também se acumulam nesses espaços e representam perigo à população. Ainda em sua fala, o presidente fez um pequeno desabafo sobre o descaso que o executivo tem feito com as indicações aprovadas pelos vereadores durante as sessões: “Nossa cidade encontra-se em estado de abandono. Estou desmotivado e há uma sensação de impotência por parte dos vereadores. Nós somos o para-choque do município e precisamos ser mais ouvidos pelo poder público. Apesar disso, vamos continuar sendo a voz do povo e não podemos desistir.

Outros colegas de legislatura apoiaram a indicação de Garra e mostraram também indignação. Maria Pereira (PDT) foi uma das mais enfáticas: “Estive na Secretaria de Obras para cobrar providências em relação ao lixo e ao acúmulo de mato. É obrigação do loteador manter os lotes limpos, mas precisa haver a cobrança do município. Eu vou brigar pela população, nem que me mandem pro inferno. Eles não fazem a limpeza por preguiça.”

Wilson Leite (PDT) sugeriu, mais uma vez, que uma força-tarefa fosse feita com os desempregados locais. De acordo com o parlamentar, se isso fosse feito, a cidade estaria limpa dentro de poucos dias: “A cidade tem vivido nas últimas duas semanas momentos de apreensão. Tenho conversado com pessoas mais experientes e eles dizem que as coisas vão ficar pior. Só na Weyne Cavalcante, eu contei 153 buracos. Não gosto de usar a tribuna para falar sobre problemas. O vereador deveria vir aqui, agradecer e comentar as coisas boas que tem sido feitas, pois dinheiro não falta.” O pedetista criticou ainda a falta de iluminação pública na cidade e as cobranças indevidas por um serviço inexistente: “Além de suja, a cidade está escura. Canaã tem dinheiro! O que falta é querer fazer!”

O vereador Élio do Líder (PMDB) elogiou a indicação do colega e disse que o caminho é simples, basta a Prefeitura cumprir a lei e as melhorias já começarão a aparecer. Rael da Marcenaria (PHS) disse que recebe todos os dias críticas relacionadas à limpeza pública. O vereador se colocou à disposição para cobrar do poder executivo as devidas melhorias.

Na contramão das queixas, os parlamentares presentes aprovaram outras quatro indicações ao executivo. A indicação 024/2018, de Baiano do Hospital (PHS), pede ao governo que reforme o ponto de taxi na avenida Weyne Cavalcante. Já Wilson Leite, fez a indicação 029/2018, que pede que a Prefeitura adquira uma área para a construção do Centro de Treinamento Veicular para autoescolas de Canaã.

Por sua vez, Gesiel Ribeiro (PHS), solicitou, por meio da indicação 028/2018, a implantação do projeto “O Bom Samaritano, visando construir ou adquirir uma casa de abrigo.

Anderson Mendes (PTB) fez a indicação destaque da noite. O parlamentar pediu que o executivo construa uma pista de pouso e decolagem para aviões no município. De acordo com o vereador, a construção atrairá investimentos para o município. Os colegas legisladores apoiaram e elogiaram a iniciativa do petebista.

Relacionados