Com o crescimento assustador do novo coronavírus, Tucuruí inicia distribuição de medicação contra Covid-19

O município é um dos mais afetados pela doença no Pará, apresentado mais casos de falecimento do que pessoas recuperadas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um dos municípios mais afetados pelo novo coronavírus no Pará, Tucuruí, no sudeste do estado, começou nesta  terça-feira (19) entregar kits de remédios para o tratamento de pacientes suspeitos e confirmados com Covid-19. A  entrega acontece de 8h até às 18 horas na Escola Ana Pontes Francez.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, que coordena a distribuição, somente poderá receber o kit aqueles que apresentarem receita médica e documentação pessoal. Durante o período da entrega dos medicamentos está sendo realizado também atendimento médico para pessoas com suspeita da doença.

De acordo com a  prefeitura, o período de entrega e consultas será indeterminado. Seguindo com as normas de prevenção contra a disseminação do vírus, a Secretaria de Saúde orienta que as pessoas devem comparecer usando máscaras, que agora se tornou obrigatória no estado.

Ontem, segunda-feira (18), o prefeito Arthur Brito prorrogou o Decreto N° 037/2020 até o dia 25 de maio. Com isso, os estabelecimentos não essenciais permanecerão fechados até esta data, podendo funcionar somente aqueles com serviços necessários à população, desde que adotem todas as medidas preventivas de combate ao novo coronavírus.

O município também segue com a distribuição de máscaras para a população. Ao todo, serão distribuídas 100 mil máscaras, na prevenção à Covid-19, que avança na cidade.

Segundo o Boletim Epidemiológico divulgado na tarde de ontem, Tucuruí já está com 187 casos confirmados, com 15 pessoas recuperadas e 26 falecimentos. É um dos municípios que tem mais casos fatais, do que pessoas recuperadas.

Tucuruí ainda tem 1.290 pessoas sendo monitoradas. O avanço da doença, de forma assustadora, levou o prefeito a solicitar ao governador Helder Barbalho, que seja decretado lockdown no município, na tentativa de evitar o colapso total do sistema de saúde de Tucuruí, que já está comprometido. 

(Tina Santos)

Publicidade