Coluna Direto de Brasília #Ed. 155 – Por Val-André Mutran

Uma coletânea do que os parlamentares paraenses produziram durante a semana em Brasília
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Destaques da semana

Único veículo de comunicação do Pará credenciado e que cobriu integralmente os dois dias do evento (31/5 e 1º/6), o Blog do Zé Dudu, por meio da Coluna, destaca dois fatos dos mais relevantes da semana, ambos ocorrios durante o 4º maior fórum internacional de investidores e captação de recursos para projetos da América Latina, o Brasil Investment Forum (BIF) 2021, encerrado na terça-feira (1º). O estande do Pará foi um dos destaques e dos mais procurados por investidores de 101 países que participaram do evento.

Destaque I

“E aí, pessimistas, o Brasil deu certo?”. Com essa indagação, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, puxou a orelha dos eternos pessimistas que abundam nesses dias no país, em seu pronunciamento durante o Brasil Investment Forum (BIF) 2021. O ministro se referia aos leilões de infraestrutura promovidos pelo governo federal, à nova modelagem feita, aos atrativos e à segurança jurídica e econômica agora oferecida aos investidores. Desde o início do governo, em 2019, foram realizados 70 leilões e transferidos igual número de ativos à iniciativa privada desde então, tornando as operações as mais relevantes na economia mundial.

Destaque II

O Brasil fez leilões de rodovias, portos e aeroportos e campos de exploração de gás natural e petróleo. O ministro Tarcísio disse a investidores estrangeiros, na terça-feira (1°), que o Brasil está projetado “para dar certo” e que vários fatores concorrem para que o país tenha a estruturação de projetos mais sofisticada do mundo no âmbito da infraestrutura. Na ocasião, ele provocou críticos às ações do governo. A expectativa do governo é chegar ao final de 2022 com a contratação de R$ 260 bilhões em infraestrutura, movimento que supera, por exemplo, o planejado pela China e Estados Unidos no mesmo período.

Veja os detalhes no vídeo com a íntegra do pronunciamento do ministro e tire as próprias conclusões.

Destaque III

Que planejamento e capacidade executiva é a “alma do negócio”, todos estamos cansados de saber. E foi exatamente isso que ocorreu no estande do Pará no Brasil Investment Forum (BIF) 2021. Os investidores estrangeiros descobriram que o gigante da Amazônia brasileira tem várias oportunidades de negócios em pelo menos seis áreas: mineração, agronegócio, energia, logística, bioeconomia e infraestrutura.

Parceria

José Fernando de Mendonça Gomes Júnior, titular da Sedeme, disse que o Governo do Pará quer ser um parceiro ativo de longo prazo com o setor privado e, para isso, está instituindo um modelo de desenvolvimento harmonioso e sustentável baseado no tripé conhecimento-produção-governança. “Estamos prontos para receber seu investimento”, reforçou.

Carro-chefe

O secretário apresentou aos investidores internacionais a oportunidade de investimento na concessão à iniciativa privada do complexo que engloba parte da Rodovia PA-150/Alça Viária (BR-316). Veja os detalhes no “furo de reportagem” da Agência Carajás, que edita o Blog do Zé Dudu.

Projetos

Na carteira o Pará destaca 10 projetos, com ou sem parceria com o governo federal. São eles: Zona de Processamento de Exportações de Barcarena.

Novos Distritos Industriais; Restauração dos Distritos Industriais Paraenses

Serviço de Cabotagem Inter-Regional; Licenciamento Ambiental do Pedral do Lourenão; Ferrovia Ferrogrão; Ferrovia Norte-Sul (MA/PA); Rodovia Liberdade; Ferrovia do Pará; e Canal do Quiriri. A Coluna preparou uma tabela com notas explicativas e o status de cada projeto. Confira-os acessando aqui

Sem churrasco

A cada dia que passa, uma das iguarias nacionais, a carne vermelha, começa a entrar no rol das lembranças do brasileiro. O churrasco do fim de semana, e até mesmo o consumo em um dia da semana, está sendo abolido do cardápio do brasileiro.

Tempestade perfeita

Com a queda da renda, o brasileiro comum e os altos preços no mercado interno convergem para a tempestade perfeita. Devido ao boom de vendas no mercado externo, a carne vermelha sumiu da mesa nacional não por problemas de oferta, mas pelo preço proibitivo. A Companhia Nacional de Abastecimento estima que esse ano o consumo caia aos níveis de 1996, ou seja, ao de 25 anos atrás, que significa que o consumo deve ficar 5,3% abaixo do pico. Ovos, frango e peixe ganham espaço, embora os preços também estejam nas alturas.

Horror ao cálculo

O Senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente do “circo de horrores”, também conhecido como CPI da Covid, ficou 14 anos no curso de Engenharia Civil na Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e quase foi jubilado.

Por que não foi?

O estudante de engenharia civil não conseguia passar nas provas da disciplina de cálculo estrutural, onde o professor PhD de Estruturas se aposentou; quando próximo ao jubilamento, o péssimo estudante, usou de outros artifícios, na verdade um “truque político” para influenciar a comissão que o jubilaria a mudar o veredito a seu favor, na decisão da sua diplomação.

Especializado…

Para o leitor ter uma ideia do prejuízo aos cofres públicos — matéria na qual Aziz é especialista —, um estudante de engenharia civil custa em média por mês numa universidade federal brasileira, cerca de R$ 6 mil reais. Agora você multiplica 14 anos, que é igual a 168 meses, a conta fica —> 6.000 x 168 = R$ 1.008.000,00 (Hum milhão e oito mil reais). Este foi o valor que nós, brasileiros, gastamos para formar o engenheiro civil Omar Aziz que não sabe construir a casa de um cachorro.

…na prática de prejuízos

Graças à lentidão da Justiça, até hoje impune das irregularidades que cometeu quando governador do Amazonas , Aziz “barbarizou” com as verbas da Saúde estadual do Amazonas causando um rombo que ultrapassa R$ 260 milhões de reais. Sua mulher e três irmãos foram presos, envolvidos até o último fio de cabelo na pilhagem.
E assim caminha a CPI, presidida por um nacional desse jaez.

Bem acompanhado

Seu ilustre colega, relator do colegiado, senador Renan Calheiros (MDB-AL), responde a nove processos no Supremo Tribunal Federal por graves delitos.
Ele não precisa de curriculum vitae. O prontuário judicial é seu cartão de visitas.
Gente com essa natureza se beneficia há décadas devido a completa falência da Justiça do Brasil.

Bancada do Pará

Deputados e senadores da Bancada da Bancada do Pará pouco comparecem em Brasília, exceto aqueles que presidem comissões ou lideram suas respectivas legendas. Como as votações são semipresenciais, a maioria continua no Pará e vota via celular ou computador.

Queda de produção

O ritmo de apresentação de projetos caiu vertiginosamente, mas o dado se repete nas demais bancadas. Não é privilégio paraense. A pandemia anarquizou toda a regularidade da rotina de todos, a bem da verdade. Alguns parlamentares, nesse período pandêmico, por exemplo, tiveram problemas de saúde não relacionados à Covid-19.

Ranking

A Coluna publicará um ranking da produção legislativa nesse primeiro semestre e vai glosar a “malandragem” de parlamentares que apenas assinam propostas do partido ou de colegas para inflar a sua própria produção legislativa e desta forma “tapear” o eleitor.

Sem partido

Como o presidente Bolsonaro, ex-PSL, o deputado Celso Sabino, ex-PSDB, continua sem partido. Vários convites foram formulados ao deputado que aguarda decisão do TSE quanto ao julgamento de seu pedido para sair do tucanato sem a perda do mandato. Sabino estuda a mudança para o novo lar. É um excelente quadro técnico quando o assunto é tributação.

De olho em 2022

Vários parlamentares da bancada paraense já estão antecipando as movimentações para a reeleição. O colunista viu uma projeção sob pedido de anonimato na qual 85% dos atuais congressistas do Pará não vão lograr a reeleição.

No fio da navalha

Pelo menos seis deputados federais da bancada do Pará dificilmente conseguirão se reeleger. O número aumentará, proporcionalmente ao tempo de duração da pandemia. A Coluna teve acesso a alentado levantamento feito por quem é do ramo.

Senado aprovou

Além da continuidade dos trabalhos da CPI da Covid, amada e odiada na mesma proporção de quem acompanha o noticiário político, o Senado Federal aprovou nessa semana imprensada devido o feriado nacional de Corpus Christi, poucas matérias, assim como na Câmara.

Câmara aprovou

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), criou a comissão especial da reforma administrativa. Os partidos tem prazo regimental para indicar os membros sob pena de redivisão dos cargos entre as legendas interessadas na ordem por tamanho de bancadas.

Deputado federal Eduardo Costa (PTB-PA), destaca os vetos presidenciais derrubados na sessão conjunta do Congresso Nacional na terça-feira (1º)

Vetos

O destaque da semana legislativa, ficou por conta da derrubada de vetos presidenciais. Quem destaca os mais importantes é o deputado federal Eduardo Costa (PTB-PA), confira na imagem acima.

De volta

O ex-presidente dos Correios e ex-deputado federal Giovanni Queiroz, que preside o PDT no Pará, foi convidado e aceitou o comando da Secretaria Extraordinária de Produção do Governo do Pará, pasta responsável pela gestão da produção de diversos setores ligados a atividade rural paraense.
A Coluna envia votos de um profícuo trabalho ao amigo.

Terceirização

O empresário, diretor do Grupo Zucatelli e presidente da Associação PanAmazônia, Alexandre Zucatelli, é autor de um abalizado artigo sobre a importância e aspectos históricos de como a terceirização se tornou uma importante ferramenta administrativa nesses tempos globalizados.

A Coluna recomenda a leitura do trabalho (clique aqui).

Nota pública

Os membros da Associação PanAmazônia, que reúne indivíduos, empresas e instituições de toda a Amazônia continental, aprovou Nota Pública em que demonstra preocupação com os rumos em curso da CPI da Covid no Senado Federal. De acordo com a nota, a CPI desvia o foco do que é essencial e urgente. “Ademais, esperamos que, ao manterem-se os trabalhos dessa Comissão, sejam revistos os procedimentos, de modo a tratar os depoentes com o devido respeito e consideração. É inaceitável o ambiente agressivo aos quais pessoas de bem têm sido expostas durante as sessões. A CPI é um instrumento para fiscalizar e investigar a administração pública. Não deve nem pode ser utilizada para fins políticos, muito menos para denegrir e atacar pessoas”, adverte a nota. Leia a íntegra do documento aqui.

Sempre atencioso e diligente com o povo do Norte, o ministro Tarcísio Gomes e Freitas confirma mais uma participação ao vivo com empresário de toda a Amazônia em live promovida pela Associação PanAmazônia

Live

Está confirmada para o dia 14 de junho, segunda-feira, as 15h00 (horário de Brasília), a live promovida pela Associação PanAmazônia com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Na pauta, “Ações do Ministério da Infraestrutura na Amazônia”.

Efemérides

Comemora-se nesta sexta-feira (4), o “Dia do Donut” e o curioso “Dia do Abraço ao Gato”, seja lá o que isso significa.
No sábado (5), uma efeméride de peso, o “Dia Mundial do Meio Ambiente”.
Na segunda-feira (7), o “Dia Nacional da Liberdade de Imprensa”, um dos pilares de qualquer nação que se diga democrática.
Na terça-feira (8), mais duas datas comemorativas. A primeira é o “Dia dos Melhores Amigos”, e a segunda comemora-se o “Dia Mundial dos Oceanos”.
Na quarta-feira (9), outras duas efemérides. É o “Dia do Pato Donald”, e o “Dia do Tenista”.
E fechando o ciclo da semana, na quinta-feira (10), comemora-se o “Dia do Chá Gelado (Ice Tea)”, bebida cujo consumo não para de crescer no Brasil.

De volta na semana que vem

Aos milhares de leitores da Coluna, avisamos que estaremos de volta na próxima semana publicando direto de Brasília, as notícias que afetam a vida de todos os brasileiros, com as reportagens exclusivas aqui no Blog do Zé Dudu.

Como a vacina ainda não está disponível para todos, evite sair de casa. Se sair de casa use máscaras e use álcool gel nas mãos e não fique em lugares com aglomeração de pessoas, mesmo ao ar livre. Cuide de sua saúde e da sua família. Um ótimo final de semana a todos.

Val-André Mutran – É correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.
Contato: valandre@agenciacarajas.com.br
Esta Coluna não reflete, necessariamente, a opinião do Blog do Zé Dudu e é responsabilidade de seu titular.

Publicidade