CNC calcula em R$ 17,25 bilhões prejuízo do comércio com feriados em 2022

O número menor de feriados evita custos de operação maiores
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Brasil é considerado no exterior como o país dos feriados. Perdas são bilionárias e não cobrem os ganhos com o turismo

Continua depois da publicidade

Brasília – Após a divulgação pelo Ministério da Economia do Calendário de Feriados de 2022, projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), calcula que o comércio terá um prejuízo de R$ 17,25 bilhões em 2022.

As perdas serão 22% menores para o comércio com os feriados nacionais no ano de 2022 na comparação com 2021. De acordo com a entidade, o comércio varejista sofreu um prejuízo de R$ 22,11 bilhões neste ano, que teve os nove feriados nacionais caindo em dias úteis ou no que chama de “dias ponte”, como terças e quintas-feiras.

Para 2022, a previsão é que as perdas fiquem em torno de R$ 17,25 bilhões, com mais feriados caindo em domingos, quando o comércio em sua maioria está fechado, e sábados, dia de expediente reduzido. Na prática, o número menor de feriados coincidindo com fins de semana evita que o comércio fique sujeito a custos de operação maiores. De acordo com a CNC, cada feriado em dia útil gera um prejuízo R$ 2,46 bilhões ao varejo, reduzindo a rentabilidade anual média do setor comercial como um todo em 1,29%.

Em 2022, dois dos nove feriados nacionais vão cair em domingos: o 1º de maio e o 25 de dezembro, reduzindo para sete o número de feriados em dias úteis, de acordo com o calendário oficial divulgado pelo governo federal.

No exterior, o Brasil é conhecido como o país dos feriados. Nenhum problema se os ganhos do setor de turismo compensasse as perdas do comércio com os feriados, mas não é o que acontece. Há 15 anos o Brasil não consegue superar o fluxo de 6 milhões de turistas no país, o que é visto como deficiência do governo federal nas políticos para estímulo do setor.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.