Celso Sabino está de saída do PSDB

Decisão foi comunicada na reunião de bancada do partido
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Brasília – O deputado federal Celso Sabino (PSDB-PA) anunciou na segunda-feira (15), na reunião da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados, que está de saída do partido. Sabino foi um dos coordenadores no Norte, da campanha vitoriosa de Arthur Lira (PP-AL) nas eleições para a presidência da Câmara. É considerado um dos braço-direito do novo presidente.

O parlamentar estava ameaçado de expulsão do partido devido a sua atuação parlamentar independente em votações a favor do governo e sua proximidade ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Tal atitudes desgastaram o parlamentar na ala do partido controlada pelo governador de São Paulo, João Doria, que ensaia uma candidatura presidencial em 2022.

Sabino foi o relator da chamada PEC da impunidade, que acabou não sendo votada. Uma parte do partido foi contra a decisão dele e chegou a cogitar novamente sua expulsão, mas a ideia não avançou.

Dessa forma, a avaliação entre colegas de partido é que já não havia clima para a sua permanência na sigla. O mandato não será pedido pelo partido.

Sabino, segundo os presentes, não anunciou para qual partido vai. A decisão deve ser tomada nos próximos dias. Entre as possibilidades está o PP, de Lira ou o Solidariedade, que ele já controla, no Pará.

Com a saída de Sabino, o PSDB fica com 30 deputados na bancada.

Boas-vindas

O deputado Celso Sabino deu as boas-vindas ao novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e aproveitou para pedir apoio do ministério para que ajude o Pará. Confira no vídeo.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.