CASO RAIMUNDO ITALIANO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Policiais civis da Delegacia de Conflitos Agrários de Marabá (DECA), sob coordenação do delegado Alberone Lobato, localizaram neste sábado (18), no acampamento da fazenda Juazeiro, em Parauapebas, sudeste paraense, o revólver calibre 38 usado na morte do agricultor Raimundo Nonato Costa Silva, de 54 anos, conhecido por Raimundo Italiano.
O crime aconteceu no dia 9 deste mês na fazenda Santo Antonio, nesse município. O autor do homicídio foi preso na quinta-feira passada, dia 16. Arlindo da Conceição Lemos, 44, conhecido por Rubens, confessou a autoria do delito em depoimento prestado aos policiais.
Rubens foi encontrado dentro de uma casa de madeira situada no curral quatro da Vila Onalício Barros, antiga fazenda Goiás II, em Parauapebas.
O dono do local, o colono José Alves de Sousa, de apelido Dió, também foi preso em flagrante pelos agentes por posse ilegal de armas de fogo. Ele possuía no interior da casa duas espingardas.
Outros dois acusados de participação no crime já foram identificados. Trata-se dos irmãos Ediran Bezerra Costa, conhecido por Diran, e Hernei Bezerra Costa, de apelido Bigolô, que terão suas prisões preventivas solicitadas ao Poder Judiciário. Leia mais aqui.