Polícia

Caso Ana Karina: Tribunal do Júri acontecerá em Belém, diz TJPA

A defesa alegou que em Parauapebas os acusados correriam risco de parcialidade por parte do Conselho de Sentença, já que o caso causou grande comoção junto à população

Sob a relatoria da Desembargadora Maria de Nazaré Gouveia dos Santos, o Tribunal de Justiça do Estado do Pará julgou ontem, 24, o pedido da defesa de Alessandro Camilo de Lima para que o Tribunal do Júri que julgará o acusado fosse desaforado para a Comarca de Belém (Autos
0004543-55.2018.8.14.0000). Por unanimidade os desembargadores acompanharam o parecer da relatora, que acatava os argumentos da defesa de que o julgamento em Parauapebas traria prejuízo a Alessandro em virtude do caso ter provocado grande comoção popular, o que poderia provocar riscos à integridade física do acusado, além de uma possível parcialidade dos membros do Conselho de Sentença. Com a decisão, Alessandro Camilo será julgado na capital.

Instados a se pronunciarem, Ministério Público e juízo da Comarca de Parauapebas se posicionaram a favor do desaforamento.

Ainda não se tem uma data precisa para que o Tribunal do Júri aconteça, mas, procurado informalmente pelo Blog, o advogado Osvaldo Serrão, que patrocina a defesa de Alessandro Camilo, disse acreditar que o julgamento se dê ainda este ano.

Alessandro Camilo de Lima é acusado de matar a comerciária Ana Karina Guimarães em 10 de maio de 2010. Ele está solto graças a um Habeas Corpus concedido pelo STJ em outubro de 2017. NAquele momento, Camilo estava preso há 7 anos e 6 meses, depois de sentença proferida pelo então juiz da Vara Penal de Parauapebas, Líbio Araújo Moura.

Em 03 de novembro de 2011 Camilo foi pronunciado, e, de lá pra cá, interpôs inúmeros recursos previstos na nossa legislação processual e em todas as instancias, sendo todos denegados pela justiça.

Leia tudo que foi publicado pelo Blog sobre o Caso Ana Karina.

Deixe seu comentário