Canaã inicia dose de reforço para trabalhadores de saúde, idosos e imunossuprimidos

Vacinação para quem já completou o esquema vacinal contra covid-19 está disponível nas Unidades Básicas de Saúde nas zonas urbana e rural.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal disponibiliza, a partir de hoje (6), uma dose reforço para trabalhadores de saúde, idosos (60 anos ou mais) e pessoas com alto grau de imunossupressão (pacientes com o sistema imunológico comprometido) que já receberam a 2ª dose ou dose única da vacina contra o Covid-19.  A vacinação será realizada por convocação, observando o prazo definido para cada grupo específico, conforme esquema abaixo.

Trabalhadores e idosos devem se vacinar com a dose extra num intervalo de seis meses desde a segunda dose ou dose única. Já pessoas imunossuprimidas, devem tomar o reforço 28 dias após a segunda dose ou dose única. A vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, nas Unidades Básicas de Saúde da zona urbana e rural.

Segundo o Ministério da Saúde, o objetivo da 3ª dose é reforçar a imunização destes públicos, principalmente para conter as variantes do vírus, como a Delta. O Ministério da Saúde também informou que as terceiras doses das vacinas contra o Covid-19 poderão ser administradas com a combinação de imunizantes variados (AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer), sem a necessidade de repetir o fabricante anterior.

Doenças de imunossupressão:

Imunodeficiência primaria grave (doenças que acarretam em baixos níveis de anticorpos);

Quimioterapia para câncer;

Transplantados de órgãos sólidos ou células tronco em uso de drogas imunossupressoras;

Pessoas com HIV/AIDS com CD4 <200;

Uso de corticoides (prednisona) em doses > ou = a 20 mg/dia por 14 dias ou mais;

Uso de drogas modificadoras da resposta imune (ver nota técnica);

Pacientes em hemodiálise;

Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (doenças reumáticas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias – exemplo doença de crohn, colite ulcerativa).