Marabá

Câmara Municipal de Marabá abre trabalhos de 2019 com Mensagem do Executivo

Prefeito Tião Miranda afirma que, se 2018 foi bom, 2019 será melhor ainda, com o aumento da capacidade de investimentos em setores vitais para a população

A Câmara Municipal de Marabá abriu, na manhã desta terça-feira (19), os trabalhos de 2019, com a realização da 1ª Sessão Ordinária da 3ª Sessão Legislativa da 18ª Legislatura.  Como de praxe, o prefeito municipal esteve presente e transmitiu a Mensagem do Executivo para o próximo período. Sebastião Miranda Filho (PTB) – Tião Miranda -, começou dizendo que 2019 vai ser um ano “muito bom” para o município, melhor que 2018, considerado por ele como bom.

Afirmou que em 2019 o município terá maior capacidade de investimento para continuar promovendo melhorias na Educação, na Saúde, na Infraestrutura e em outros setores importantes para a população.

Tião agradeceu à Câmara, por ter sido parceira da Administração Municipal, não se furtando em aprovar os projetos do Executivo, sobretudo quando se trata de reformas importantes para o desenvolvimento do município.

Lembrou que, apesar de ter encontrado Marabá com graves problemas, conseguiu equilibrar as receitas e fazer a gestão andar, citando como exemplos: a realização de 7 mil cirurgias eletivas que estavam represadas; e o fato de ter colocado em dia as finanças do Ipasemar (Instituto de Previdência dos Servidores de Marabá), que hoje tem nas contas mais de R$ 430 milhões, garantindo que os beneficiários tenham tranquilidade. O prefeito recebeu o Instituto, em 2017, com um rombo de mais de R$ 30 milhões.

Miranda afirmou que é importante estabelecer limite de gastos e, para isso, o administrador público não deve ser populista, caso contrário, o município quebra. “É preciso fazer ajustes nas contas e nós vamos continuar ajustando. Não faço populismo, não podemos gastar mais do que arrecadamos”, salientou.

Um dos resultados da falta de gestão, acentuou o prefeito é a falta de oportunidades no mercado de trabalho, a falta da geração de emprego e renda, o que pode ser constatado no número de inscrições para o concurso público da Prefeitura de Marabá, que contabilizou mais de 80 mil interessados, a maioria concorrendo aos cargos mais baixos oferecidos.

“Há algo de errado aí.  A máquina não funciona, ninguém quer ser empreendedor, o jovem se forma e não tem oportunidade de trabalhar, então apela para o concurso público, não há incentivo para a geração de emprego e renda”, alertou o prefeito, lamentando que hoje o País seja injusto quanto a esse aspecto.

Tião afirmou ainda que o interesse público está acima do interesse particular, salientando que é assim que tem pautado a administração dele à frente da Prefeitura de Marabá e é isso que tem feito a cidade melhorar e avançar.

João Chamon afirma que é hora de a região retomar a capacidade de investimento 

Também presente à primeira sessão de 2019, do Legislativo marabaense, o ex-deputado estadual, hoje secretário Regional de Governo do Sul e Sudeste do Pará João Chamon Neto elogiou a postura de Tião Miranda, disse que sentiu na pele o peso da responsabilidade de ser gestor público, quando foi prefeito de Curionópolis, em meados da década de 1990, e sabe do comprometimento do prefeito de Marabá com a vida do município.

Disse que, quando o governador Helder Barbalho o chamou para ser secretário Regional de Governo, a intenção era encurtar a distância entre os 39 municípios do sul e sudeste do Pará – localizados numa área de 300 mil quilômetros quadrados, que vai de Paragominas a Santana do Araguaia – e o Governo do Pará.

Assim, ele se tornou um interlocutor que se reporta diretamente ao governador acerca das demandas das duas regiões, que respondem pela maior parte da arrecadação do Estado, mas até o momento não recebiam atenção do poder público na mesma proporção.

Chamon, que assumiu efetivamente no último dia 1º, quando terminou seu mandato de deputado estadual, será empossado oficialmente no cargo pelo governador, na próxima sexta-feira (22), mas disse que, independentemente de datas, já vem trabalhando para recuperar a capacidade de investimentos e, consequentemente, da geração e emprego e renda da região.

“Já estamos trabalhando para que a Votorantim retome seu projeto de beneficiamento de alumina em Rondon do Pará. Hoje temos a maior produção de cacau do Brasil, em Tucumã e Medicilândia, mas estamos exportando in natura, para ser beneficiada na Bahia. Floresta do Araguaia é um dos maiores produtores de abacaxi, mas precisamos expandir isso, criar indústrias, para gerar emprego e renda”, observou Chamon.

Presidente da Câmara promete trabalho dobrado no segundo mandato

Em sua fala, o presidente da Câmara Municipal de Marabá, vereador Pedro Correa Lima (PTB), agradeceu aos pares pela reeleição para a presidência, quando comandará o Legislativo Municipal por mais dois anos, 2019-2020, elogiando a capacidade técnica de cada um e a responsabilidade de todos pelo sucesso dos trabalhos legislativos.

Agradeceu o empenho de todos os servidores, do pessoal de apoio aos assessores parlamentares, estes responsáveis por grande parte do que os vereadores levam para tribuna, desempenhando um papel muito importante no Legislativo.

Disse que, no biênio que se inicia, a dedicação será redobrada, porque é isso o que a população espera.

Referindo-se ao trabalho do prefeito Tião Miranda, disse que não é fácil ajustar as contas, manter o pagamento dos servidores em dia e cumprir pontualmente os compromissos com prestadores de serviço e fornecedores do município.

Lembrou que estados antes fortes, como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, nem sequer conseguiram pagar o 13º salário dos seus servidores, por falta de gestão, diferentemente com o que acontece em Marabá, creditando parte desse sucesso aos vereadores, no momento em que dão suporte ao prefeito para que ele faça as ações necessárias.

“Me orgulho muito da qualidade dos nossos vereadores, no cuidado pessoal com o bem da coletividade e no discernimento do trabalho em prol do município de Marabá”, destacou Pedrinho, como também é conhecido o presidente da Câmara.

Ao final, ele disse que ainda há grandes desafios e muito para melhorar e alguns desses desafios necessitam de austeridade para serem vencidos. Afirmou também que é objetivo da Câmara se aproximar cada vez mais da comunidade e ampliar o diálogo com esta, para que possa resolver os conflitos de maneira pacífica em que todos sejam beneficiados.

Além do prefeito Tião Miranda e do secretário de Governo João Chamon Neto, estiveram presentes à sessão: Karam El Hajjar, secretário municipal de Planejamento e Gestão; Fábio Moreira, secretário municipal de Obras; Wanda Américo Gomes, presidente da Fundação Casa da Cultura de Marabá; Mancipor Lopes, superintendente do Desenvolvimento Urbano de Marabá; Aldo Maranhão, secretário municipal da Fazenda; Ricardo Pugliese, secretário municipal de Indústria, Comércio, Ciência, Tecnologia, Mineração e Turismo; Orlando Morais, secretário-adjunto de Educação de Marabá; José Scherer, secretário municipal de Cultura; Rosicleide Pereira da Silva, diretora do Detran; Priscilla Lobato Santos, presidente do Ipasemar; Leodato Marques, do Serviço de Atendimento ao Cidadão; e o coronel Geraldo Pereira de Almeida Neto, chefe do Estado Maior da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, entre outros convidados.

Por Eleuterio Gomes – Correspondente em Marabá

Deixe seu comentário