Atlético Paraense perde para o Cametá e se complica na tabela da Segundinha do Parazão

O Mapará venceu de virada, por 3 a 2, no Estádio Rosenão, e segue firme na briga no Grupo E
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Atlético e Cametá brigaram muito pela posse de bola (Foto: Lenno Costa)

Continua depois da publicidade

A bola rolou na manhã deste sábado (23) para a terceira rodada do Grupo E da Segundinha do Parazão 2021. O Atlético Paraense (CAP) recebeu o time do Cametá, no Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas. 

O Tricolor do Norte chegou a abrir o marcador, mas levou a virada do Mapará, que venceu por 3 a 2, e está vivo na briga dentro do Grupo E do estadual da segunda divisão. Já o CAP se complicou e terá que vencer os últimos três jogos para ter chances de classificação.

O jogo: Deu Mapará, de virada!

O Cametá assustou pela esquerda com Souza, que se livrou da marcação e chutou por cima da meta do goleiro Jonh. Quem abriu o placar foi o Atlético: Ramon arrancou pela direita e chutou forte; a bola bateu na trave e, na sobra Miller mandou para o fundo do barbante, 1 a 0 CAP, aos 26 minutos. Logo depois, Rian recebeu na esquerda e chutou na trave da meta do goleiro Dida, quase marcando o segundo gol atleticano. 

O Atlético teve outra grande oportunidade, depois que Felipe cortou da marcação e chutou, o goleiro Dida defendeu e, na sobra, Ramon acabou isolando. No segundo tempo, o Cametá foi “cirúrgico” e, na primeira oportunidade, Chaveirinho chutou, o goleiro John defendeu e a bola bateu na trave. Depois de um bate e rebate dentro da grande área, Tchoco ficou esperto no lance e chutou para o fundo do barbante, aos cinco minutos, 1 a 1.

O Mapará cresceu no jogo e virou. Yuri cobrou falta pela esquerda e a bola chegou no segundo pau para o zagueiro Pedrão que, mesmo caindo, empurrou para o fundo do gol, aos 30 minutos, 2 a 1 Cametá. Logo depois, Cabralzinho foi lançado, driblou o goleiro Jonh que saiu da área, e chutou – a bola foi mansinha para o fundo do barbante, aos 37 minutos, 3 a 1 para os cametaenses.

O Atlético Paraense foi para o desespero e conseguiu chegar. Após lançamento dentro da área, o zagueiro Gustavo, do Mapará, derrubou o atacante e seu xará do CAP, Gustavo. O árbitro André Michel Petri Galina não titubeou, marcando o pênalti para o time da casa, que o meia Miller cobrou e diminuiu com categoria, deslocando o goleiro Dida, aos 43 minutos. Placar final: Atlético 2 x 3 Cametá. 

“O importante foi o resultado, a luta dos jogadores e a dedicação deles. Isso a gente fala para o grupo durante o treinamento e onde a equipe leva gols e isso tem que superar. Valeu pelo empenho deles e a vitória,” afirmou Jax Cametá, técnico do Mapará. “No meu modo de ver e analisando, a minha equipe teve mais volume de jogo. Tivemos chances de aumentar o placar, mas o sol é muito forte e devido à temperatura, o desgaste é muito grande. Nós temos agora três jogos dentro de casa e lá somos fortes”. Ele diz acreditar na classificação atuando dentro do Estádio Parque do Bacurau, nas últimas três últimas partidas da Segundinha do Parazão.

CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO E DA SEGUNDINHA DO PARAZÃO

  1. Parauapebas: 6 pontos
  2. Cametá: 6 pontos
  3. Atlético: 1 ponto
  4. Santos: 1 ponto

Por Fábio Relvas