Parauapebas

Tarifa de Vans; Carnaval; Rescisão de contratados; Lixo. Ascom esclarece algumas demandas dos leitores do Blog, ou não!

O Blogger solicitou ontem à Ascom da Prefeitura de Parauapebas que fossem respondidas algumas demandas dos leitores no que pese as rescisões dos funcionários contratados e nomeados da administração anterior, …

O Blogger solicitou ontem à Ascom da Prefeitura de Parauapebas que fossem respondidas algumas demandas dos leitores no que pese as rescisões dos funcionários contratados e nomeados da administração anterior, além de outras demandas. As respostas da ASCOM foram as seguintes:

Blog: Houve o bloqueio por parte da Sefaz do pagamento dos professores contratados?

Ascom: A Secretaria Municipal de Administração (Semad) esclarece que: o pagamento referente aos direitos adquiridos dos servidores, que tinham vínculo empregatício com a prefeitura até 31/12/2012, depende de um parecer jurídico da Procuradoria Geral do Município junto ao Tribunal de Contas (TCM). Essa análise jurídica se faz necessária, tendo em vista que os valores para o pagamento desses servidores não foram provisionados nas despesas a pagar do exercício da gestão anterior da Prefeitura de Parauapebas. Dessa forma, para que seja assegurado o princípio da responsabilidade fiscal e o respaldo legal, o governo trabalha junto com o TCM para que o pagamento seja feito no orçamento de 2013, no tempo mais breve.

Nota do Blogger: A Assessoria Comunicação da PMP não está lá apenas para atender as demandas da imprensa. Ela foi criada como canal de comunicação entre o executivo e o povo, o contribuinte, os funcionários e a imprensa. Se o não pagamento das rescisões é algo tão sem importância como apresenta a nota, porque a Semad, via Ascom, não enviou comunicado aos professores contratados informando a situação e a pré-disposição de resolver o problema de forma rápida? O silêncio da Ascom fez com que milhares de alunos fossem mandados de volta para suas casas ontem pois os professores, insatisfeitos com o silêncio da Ascom e com a falta de pagamento, cruzaram os braços em sinal de repúdio.

Blog: Houve autorização da PMP para o aumento da tarifa das vans?

Ascom: Encaminharemos uma nota sobre esse assunto amanhã.

Nota do Blogger: Mesmo alegando que se pronunciaria sobre o assunto somente no dia de hoje, a Ascom repassou nota à TV Liberal ontem confirmando que o prefeito Valmir Mariano concedeu o aumento solicitado pelos vanzeiros. A confirmação foi veiculada hoje de manhã no programa Bom Dia Parauapebas, da TV Liberal. É salutar aproveitar o momento para informar a disparidade de informações fornecidas à TV Liberal, antigo empregador de boa parte do staff da Ascom, e aos outros meios de comunicação. Inclusive, está virando rotina o secretário de comunicação interromper entrevistas coletivas sob a alegação de que é preciso gravar sonoras para as TV’s. Fica aqui o repúdio a atitude da Ascom, que deveria tratar a todos os órgãos da imprensa de forma igualitária. Certamente isso será negado, mas é o que se apresenta.

Blog: Com o embargo pelo Corpo de Bombeiros à arquibancada como ficará o carnaval em Parauapebas?

Ascom: Não ocorreu embargo, o Corpo de Bombeiro sugeriu o reforço de algumas estruturas, o que já foi feito.

Nota do Blogger: O Corpo de Bombeiros não sugeriu apenas o reforço em algumas estruturas. O laudo do CB aponta irregularidades na segurança que, se não providenciadas com zelo e responsabilidade, podem fazer deste o carnaval da carnificina. Cabos de aço com tempo de uso esgotado, sapatas mal posicionadas, peças da arquibancada com corrosão, entre outros, foram os problemas apresentados. O CB deu prazo até às 10 horas de hoje para que todos os problemas fossem solucionados. Caso isso não ocorra, o local será interditado. Está muito certo o comandante do Corpo de Bombeiros. Amanhã, se Deus o livre acontecer uma tragédia, quem pagará o pato será quem liberou a arquibancada.

Blog: A Clean Service continua sendo a detentora do contrato do recolhimento do lixo em Parauapebas ou este foi rescindido?

Ascom: Encaminharemos uma nota sobre esse assunto amanhã.

Nota do Blogger: A pergunta se deu em virtude de release recebido da Ascom informando que haviam sido retirados 28.330 metros cúbicos de lixo das ruas da cidade durante o mutirão da limpeza organizado pela Semurb, sendo 3.557 toneladas de lixo doméstico e cinco toneladas e meia de lixo hospitalar. Ora, se em apenas um mês foi retirado tanto lixo da cidade é sinal que a empresa detentora do contrato (Clean) não vem fazendo seu papel e, portanto, na opinião deste Blogger, deveria ser trocada. Não é justo que o município pague, e caro, por um serviço de limpeza pública e que este não seja executado a contento.

Fica aqui uma outra pergunta para a Ascom: qual o foi o faturamento da Clean em janeiro de 2013, já que o mutirão realizado em uma parceria de várias secretarias fez boa parte do trabalho da Clean?

27 comentários em “Tarifa de Vans; Carnaval; Rescisão de contratados; Lixo. Ascom esclarece algumas demandas dos leitores do Blog, ou não!

  1. Usando nariz de palhaço e logo logo azul da integral Responder

    Hj se estabeleceu a politica do Pão e Circo, deu o dinheiro e agora a diversao… E ninguem mais vem aqui descer a lenha pq estao cheio de dindim no bolso e o carnalama pra se lambuzar… O povo so vai reclamar de novo qndo acabar o dinheiro e quinta feira voltar a realidade com a tarifa das vans imundas com o reajuste, qndo voltarem a realidade sem o pagamento de janeiro, o Povo pediu mudança, mecheu no bolso, e ninguem gostou, pagou… Entao agora ta tuuuuuudo bem, eh o que eu sempre digo meu caro blogueiro zé dudu, O Povo tem o governo q merece ter, mediocridade tem seu preço… Ta ai, pra tooooodo mundo ver…

  2. Justiça Responder

    Quando serão envolvidos as partes que realmente tem PODER para questionar e com base nas respostas tomar ação? me refiro ao Ministério Público, Promotoria de Justiça e Defensoria.
    Fica a dica para o site, para cada falha ou oportunidade de melhoria da gestão pública atual, deve-se fazer a reclamação FORMAL junto ao Ministério Público e Promotoria de Justiça.
    Para jogar este “jogo” de justiça, é preciso conhecer as regras! e uma básica é papel, manter tudo formalizado.

  3. Lixo Responder

    Sobre a opinião do blogger sobre o lixo.

    A quantidade retirada é equivalente à quantidade de lixo produzida em metade do período do mutirão. Ou seja, não existe acúmulo.

    Enfim, fica o recado só pro blogger se retratar e ter embasamento daqui pra frente.

  4. Rodrigo Responder

    resumindo tudo que esta acontecendo.
    de um lado a falta de maturidade e traquejo do novo governo.
    do outro a galera do “contra”.
    do contra ate quando?
    quando se trata de politica, td eh interesse.
    cada um com o seu.
    mais um governo eh para todos.
    tenho certeza que a resposta nao vira como um “cala boca” como governos anteriores fizeram, e sim com muito trabalho.
    forca velhote!

  5. Lestat Responder

    Saudações amigos e leitores do blog.

    Mais uma vez, participo deste fórum de discussão e observo a falta de objetividade de nosso governo, assim como a nossa, enquanto leitores, eleitores e principalmente como cidadãos de nossa Parauapebas.
    Começo essa análise pelo que vem ocorrendo e é o assunto da vez na cidade: O tão esperado carnaval!
    Ora, uma festa que tem em nosso país um peso social, cultural e de formação de identidade nacional tão forte não poderia mesmo ser negligenciada e colocada “na lama” commo óbviamente tem sido colocada nos últimos dias. Entretanto, há de se perceber que, a inexperiência e dos secretários e do próprio prefeito se confunde com a vontade de “fazer mudança”, sendo que a palavra “mudança” está sendo empregada no sentido de – e corrijam-me se eu estiver errado – desfazer o que o governo anterior fazia ou fez e, refazer “à sua maneira”, mesmo que esta maneira sacrifique a tradição e/ou o conforto de parte da população. Infelizmente, governos se fazem desta forma: Agradando à alguns, e desagradando à outros tantos. O preço agora é político e não mais eleitoral e, por conta disso, só pode ser perdido por uma parte, que é a de quem ofereceu o voto.
    Ainda sobre este assunto, creio que a mobilização de nossos meios de comunicação é perfeitamente válida e funcional, quando a mesma tem como objetivo informar e auxiliar em uma maior politização do público, como é o caso da manifestação da AICOP, que aparentemente tem tentado trazer uma solução para o “problema carnaval”, mas devo alertar mais uma vez que, mesmo sendo um poder paralelo, a imprensa na grande maioria das vezes ecoa em salas fechadas, principalmente quando o assunto é “ação de governo”.
    Sobre isso, é oportuno dizer que, dentre os vários meios de comunicação e dos vários tipos de comunicação praticados em nossa cidade, há aqueles que não sabem a diferença entre serviço de utilidade pública e sensacionalismo barato. Digo isso por que assisto a programação local e vejo o nível de ridicularidade com a qual algumas notícias são veiculadas. Ora, se a postura do governo está errada, não seria mais simples dizer isso de forma clara, sem tornar tudo um circo? Se assim seria mais interessante, por que tolera-se, como meios de comunicação programas como “Barra pesada”? Por conta do esterótipo? Do formato? Da identificação com o público das faixas sociais C, D e E? De certo que, prefiro ler uma crítica balisada e coerente, que provoque uma discussão inteligente em um blog como o do colega Zé Dudu do que ver um programa no qual os apresentadores agem como verdadeiros bobos da corte e mais polemizam do que informam de forma séria e construtiva, do ponto de vista da utilidade pública. Torço para que, um dia, essa cidade venha a ter comunicadores de qualidade, que priorizem mais a notícia do que o sensacionalismo e não percam o senso do ridículo: Para esses, o melhor lugar é o youtube, creio eu (e respeito as discordancias).
    Sobre a “saga das vans”, sou suspeito para falar justamente por que não compreendo como um governo pode tolerar algo tão escabroso, ridículo e ofensivo para a população. Nunca, em todos os meus 30 anos de idade, vi algo que se parecesse tanto com os afamados “paus de arara” em uma versão mais “urbana”, por assim dizer. Em outro comentário, cheguei à chamá-los de “gangsters” os participantes dessas ditas cooperativas de transporte, que lucram com o sofrimento da população e que não suportam a idéia de uma licitação para o transporte coletivo na cidade, justamente pelo risco de perderem a “vaquinha” da qual se alimentam. Em outras palavras, foi a coisa mais ridícula que o nosso inexperiente prefeito e seus aliados puderam permitir. Se não bastasse receber um serviço e um tratamento de péssima qualidade, a população ainda terá de pagar mais caro por isso. Valeu, Valmir! Você realmente se superou!
    Acerca da rescisão de contratos, vi uma matéria no sobrescrito jornal dramatizando épicamente o caso de dois demitidos, como forma de sensacionalizar a matéria, o que comparo com o comentário do colega Zé Dudu e extraio, mais uma vez a diferença entre imprensa séria e “trash tv” (!!!!): Compreendo que o setor competente precisa organizar a folha de pagamentos e demandas para o funcionalismo público, mas falta que isso seja realizado de forma mais transparente, para exibir uma identidade clara do que é o governo Valmir. A identidade atual revela mais fragilidades do que pontos fortes, e fraqueza política e punida com o esquecimento e a agressividade da população.
    Quanto ao posicionamento da Ascom é necessário frisas algumas colocações: O papel da assessoria é sim, informar a população sobre o andamento das ações de governo e ser um canal ativo de comunicação institucional, entretanto, essas informações só podem ser repassadas quando os setores competentes, eneste caso as secretarias, as disponibilizam. Não é, de nenhuma forma, justo ou mesmo racional, agir como os reis do passado que em meio às guerras, pelo ódio do conteúdo da mensagem, assassinaavam o mensageiro. Comentário do colega identificado apenas como “Malino” é de uma alienação tamanha que chega ao cúmulo do insulto. Incompetência tem a ver com incapacidade de gerir uma função pré-estabelecida e não de fazê-la com base em normas e preceitos que discordem da opinião de quem está de fora do processo, seja como entidade política, seja como observador ou mesmo como comentaristas que somos. Então, sugiro que empregue melhor suas colocações antes de atribuir a incompetência à quem realmente faz seu trabalho com o míni de decencia. No que tange à Jorge Vieira, tive a oportunidade de conhecê-lo e ao seu trabalho, e posso assegurar perfeitamente sua competência para a função, assim como o profissionalismo com o qual vem tangendo a Ascom, mesmo com a limitação de ter de aguardar os pareceres que surgem e de que devem surgir de outras secretarias.
    No mais, sabemos que muitos comentários cidade afora são motivados mais pelo ressentimento político do que pela razão. Eu torço e faço votos que um dia coloquemos de lado nossas diferenças filosóficas e voltemos à pensar mais no bem coletivo. Utopia?

    Abraços.

  6. Educador Responder

    A nossa educação vai de mal a pior. Se a pessoa que está a frente da educação continuar, a gente vai passar a ser vergonha nacional. Fora governo!

  7. Antonia Responder

    KKKKK!!!! Como é saber que não contribui para essa palhaçada! Vamos malhar o judas na nova praça de eventos?É o local mais adequado para o atual contexto. Quem serão os judas? Já que são tantos? Como ficarão meus colegas professores que ainda não receberam a rescisão. Quanto às vans, é um absurdo, já que não melhorou nada nos últimos cinco anos! Que o prefeito comece andar de van também! Ele também não vai se preocupar com atraso de pagamento, pois ele é acostumado atrasar o pagamento de seus funcionários na empresa dele…

  8. Gildete Responder

    Na minha escola no bairro da Paz, todos cruzaram os braços por falta de pagamento. Isso e um desrespeito. A senhora secretaria de educação quer fazer graça da nossa cara. Lá na SEMED ela bota a maior banca para não atender professor e coloca uma mais despreparada que ela pra fazer atendimento. Eu ja to arrependida de ter votado no seu Valmir.

  9. elias monteiro Responder

    aqui no peba não tem malhação de Judas. vamos fazer esse ano?… você tem alguém e local em mente?

  10. Zé Ninguém Responder

    Em relação ao aumento da tarifa das vans, Ze Dudu mostrou-se mais uma vez que não é jornalista. Na reportagem da Tv Liberal em nenhum momento a prefeitura é citada. Mais vou lhe ajudar, o que aconteceu foi que o Ministério Público aconselhou o aumento da passagem mas o prefeito ainda está analisando o mesmo. Se informa um pouquinho mais, com certeza a ASCOM vai se pronunciar à respeito. Resta saber se você colocará a resposta na íntegra ou só o que lhe convir.

    • zeduduvale Autor do postResponder

      A reportagem da TV Liberal de manhã disse sim que o prefeito liberou o aumento da tarifa, meu caro Zé Ninguém. Outra coisa é que nunca, em hipótese alguma me intitulei jornalista, todavia, tenho coragem bastante pra assinar o que digo, dar a cara a tapa quando erro e acima de tudo ir atrás da informação correta. Nesse caso em especial, não retiro uma linha do que está postado. Credibilidade se adquire assim, sendo autêntico, correto e confiando no que se escreve. Negar, desconversar ou afirmar que é mentira depois que o Blogger publica é muito fácil para qualquer um. Ratificar que é mentira é outro papo. Volto a dizer, logo saberemos quem tem razão!

  11. orlando Responder

    claro, tinha que ser assim, afinal o jorge é o dono da filial da liberal aq. ele tem que puxar a sardinha pro lado dele. e outra, vai colocar o velhote no trono sempre.
    Nos palanques queimavam o antigo governo e agora fazem o mesmo ou pior

  12. Marcos Roberto Responder

    Não pagar os direitos de quem prestou seu serviço retamente nesta prefeitura é a maior sacanagem que um gestor pode fazer; é fazer pouco caso e ainda achar que estas pessoas não dependem deste dinheiro para sua sobrevivencia, desejo que o Sr Prefeito, nunca passe necessidade na sua vida por falta de dinheiro, pois estamos deste jeito: juros de contas aumentando e contas bancárias bloqueadas, e ele não está nem se preocupando com seus funcionários, e o pior é que na hora de pedir votos tem a cara de pau de dizer: “contratados da PMP, não tenham medo de me dar seu voto”… Vem de novo…

    • FelipedaSilva Responder

      Realmente, afinal Darci deixou os cofres da prefeitura cheios de dinheiro e ouvi boatos de que o prefeito o tal do Vailmir que disse que não tinha dinheiro nos cofres do municipio, o que não seria verdade já que parauapebas tem codições de ser um estado indepedente do governo federal… Seu valmir pague as contas da sua empresa mas também page os servidores publicos direitos..

      #ForaValmir

  13. Malino Responder

    Pensa num individuo incompetente esse Jorge,Secretário de comunicação. Vinte anos de Parauapebas e é menos conhecido do que quem chegou há um mes. Um zero a esquerda, sem comunicação nenhuma. Estudou é claro, mas não tem competencia para gestão.A matéria acima demonstra que a ASCOM é um Órgão acéfalo.

    • Marcos Roberto Responder

      ASCOM????? Hahaha, sempre foi um orgão que não serve para nada além de atender os interesses do prefeito, e o Sr Jorge, entende mesmo é de vender iogurte…

  14. Dilma Andrade Responder

    Absurdo, impenssado, desumano. Porque tanta tirania?
    É o que eu vejo! Tirania. Esse senhor esta querendo mostrar que ele é quem manda agora. Aumentar a tarifa das vans é um absurdo. Só vai aumentar o ego desses vanzeiros que já acham que mandam no transito da cidade. Fora o descaso e a forma como nos transportam. Umas verdadeiras latas velhas, sem ao menos um local para sentar em segurança. Pois agora eles estão retirando as fileiras de bancos para ter mais espaço para carregar pessoas em pé e amarrotadas umas por cima das outras. Isso é uma falta de respeito grande para conosco, que nos deslocamos de um lado para o outro!

    Decepcionada! Triste e arrependida de ter dado meu voto ao PSD!
    #ForaVelhote!

    • zeduduvale Autor do postResponder

      Eu acredito que o aumento na tarifa é justo, já que já se passam vários anos sem aumento e de la pra cá o combustível, o pneu, o salário do ajudante ja subiram muitas vezes, o que torna o serviço inviável. Agora, acredito que, com o aumento, os órgãos fiscalizadores deverão cobrar também uma melhor eficiência no serviço.

      • FelipedaSilva Responder

        Ate parece… Eles so querem pra eles, acho que se colocassem animais pra trabalhar nessas vans seriamos bem tratados, quantas vezes meu Deus eu andei de van que o motorista falava ao celular, fazia racha, cobradores mal educados, vans caindo aos pedaços, sou a favor da melhoria pra nos cidadãos, e crio que o aumento das passagens não é merecido… Sou a favor de onibus e uma coperativa competente.

  15. Anilton Silva Responder

    Se houvesse melhorias e ficalização eu até concordaria com o aumento, mas isso certamente não irá acontecer.
    van em parauapebas é igual “pau de arara” e as autoridades competentes não fazem nada.

  16. Zezinho Responder

    E claro que essa area ñ tem a minima condiçao de receber um carnaval. Conclamo toda a populaçao a boicotar essa imundicie. So faltava essa, pensar que o povo e porco para se lamear em chiqueiro. Coitada da Joelma, sair de tao longe e de seu conforto para ganhar lama na cara.
    Quanto a tarifa de van, esse prefeito esta jogando a populacao contra ele por causa desse tipo de atitude. Ele tem de ver que o numero de vanzeiros e menor que o total de usuarios. Mania politica de ñ pensar no povo, meu Deus!
    E sobre o salario dos professores, isso e birra. Ñ queriam mudança? Chegou! Minha esposa e professora da rede municipal e desde criancinha ja estava sabendo que a Secretaria de educaçao vai levar uma boa canetada no recesso de carnaval. Tomara!

    • FelipedaSilva Responder

      E isso é só o começo… Afinal o povo fez a burrice de colocar amadores na PMP e agora chore, ainda bem que não votei nesse cara que não liga necas pra parauapebas… #VoltaPT #VoltaDarci

  17. Professora Responder

    Isso é um descalabro! Deixar coisa importante para “amanhã” é fazer gracinha com a cara do povo e vender fiado (“fiado só amanhã”). Quanta incompetência! Meta o ferro, Zé, porque, enquanto isso, tem professor passando fome.

Deixe seu comentário