Alunos e professor da Uepa de Tucuruí causam polêmica por gesto obsceno

Formandos fizeram foto com gesto pornográfico e professor o repetiu na cerimônia de colação de grau
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Uma foto de alunos do curso de Educação Física da Universidade do Estado do Pará (Uepa), campus de Tucuruí, no sudeste paraense, fazendo gesto obsceno viralizou nesta quinta-feira (17). Na imagem, os homens fazem um gesto com as mãos que simula o órgão genital feminino.

Devido ao caso, a universidade resolveu punir os alunos e impediu que eles colassem grau na quarta-feira (16). Os alunos então entraram na justiça e conseguiram uma liminar garantindo que eles participassem da solenidade, porém, mesmo assim, a Uepa passou por cima da decisão judicial e manteve a suspensão dos alunos.

Durante a cerimônia de colação de grau, no palco, o professor Cláudio Borba fez o mesmo gesto que os alunos em frente da pro-reitora de Extensão, que estava dando o grau. Segundo a Uepa, a pro-reitora se sentiu ofendida com a atitude dele.

A UEPA emitiu, nesta quinta-feira (17), uma nota sobre o caso. “Considerando os recentes acontecimentos envolvendo alunos do curso de Educação Física do Campus XIII da Universidade do Estado do Pará (Uepa), no município de Tucuruí, em que os mesmos divulgaram em rede social foto incompatível com o decoro e ética desta instituição, cumpre ressaltar que a Uepa não compactua com tal tipo de comportamento e repudia veementemente toda e qualquer conduta de caráter desrespeitoso, preconceituoso e misógino, motivo pelo qual informa que tomará todas as medidas administrativas cabíveis para apurar os fatos e aplicar as penalidades devidas, nos termos das normas vigentes”.

Sobre a atitude do professor Cláudio Borba, a Uepa afirmou que está abrindo sindicância para apurar que medidas deverão ser tomadas.

Publicidade

Relacionados