Adesão à greve dos professores ainda é baixa em Marabá, segundo números da Semed e do Sintepp

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Segundo a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Marabá, somente 44 escolas da zona urbana estão com as atividades paralisadas, 29 totalmente e outras 15 parcialmente. Já segundo o Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) – subsede local –, são 52 os estabelecimentos de ensino, cujos professores estão em greve, como forma de protesto pela aprovação do novo PCCR da Educação, que readéqua cargos e salários. Na cidade, as escolas municipais somam atualmente 97 e no campo são 109. Juntas, totalizam nas salas de aula 56 mil alunos. Ou seja, a greve atinge nesta terça-feira (30), totalmente, apenas 14,1% das escolas municipais.

A grande preocupação da secretaria neste momento é fazer com que os professores entendam corretamente as reformulações; muitas informações estão distorcidas e é importante que a verdade prevaleça. Quanto ao estado de greve, ainda com pouca adesão, a secretaria reafirma o seu compromisso com o diálogo, que sempre é a melhor saída para qualquer crise. Segundo o subsecretário, Orlando Moraes, é importante que os educadores lutem, mas que tenham como foco principal a educação das crianças que podem vir a ter o ano letivo comprometido.

Ainda segundo a Assessoria de Comunicação, por diversas vezes o Sinttep esteve reunido com o prefeito, vereadores e secretário de Educação. Todos os pontos foram debatidos de forma incansável, na sua maioria acordados pelo próprio sindicato e grupos de professores desvinculados da entidade, que mantiveram um diálogo direto e influência nas decisões tomadas. “Nada que consta desta reformulação do PCCR foi imposto, ou decidido unilateralmente. Ainda assim o diálogo sem mantém aberto entre prefeitura e professores”, finaliza a Ascom.

2 comentários em “Adesão à greve dos professores ainda é baixa em Marabá, segundo números da Semed e do Sintepp

  1. Paulo Lima Responder

    Esse dai não solta a teta da SEMED
    Mamou no Maurino. mamou no Salame.Tá agarrado na Teta do Tião Miranda.
    Mama no Jatene na 4ª Ure esse é o verdadeiro caboclo mamador.
    vai gostar de mamar assim na baixa da égua, vai tomar leite de caixinha, solta as tetas da viuva Fidumaégua!!!!
    Ainda é mentiroso as escolas estão aderindo gradativamente conforme as mobilizações que avançam dia após dia!
    Fora Orlando puxa puxa uma hora a teta vai fechar os bicos irão fechar pra vc e os seus !! Quando for sugar vai sair vento ao invés de leite.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: