Acap e Parauapebas conquistam o título da primeira edição da Copa Carajás de Futsal

As duas equipes campeãs garantiram vaga na Copa Ouro, que será realizada em Belém
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Após um mês de competição, a final da primeira edição da Copa Carajás de Futsal foi decidida na noite do último sábado (3), no Ginásio Poliesportivo Islander Souza, do bairro Beira Rio. O torneio que reuniu equipes de Canaã dos Carajás, Eldorado dos Carajás e Parauapebas, foi decidido somente por equipes de Parauapebas, que chegaram para a grande decisão. Pelo feminino, a Acap goleou o Elshaday, por 6 a 2, enquanto que no masculino, o Parauapebas também venceu o Elshaday, goleando por 5 a 1.

A noite teve início com a final do feminino. A favorita Acap encarou a boa equipe do Elshaday. Não demorou muito para a Acap abrir o marcador com a pivô Hulk, que recebeu passe de linha lateral e fuzilou para o barbante, 1 a 0. No finalzinho do primeiro tempo, Valéria foi derrubada dentro da área e a arbitragem marcou pênalti. Leyd entrou só para cobrar o pênalti e marcou o segundo gol para a Acap, 2 a 0.

Na volta para o segundo tempo, a esquipes permaneceram no mesmo lado da quadra, por conta da pandemia. Logo no início, a goleira Nielma arriscou um chute de longe, a bola bateu no travessão e entrou, a turma do Elshaday questionou o lance, mas a arbitragem confirmou o gol para a Acap, 3 a 0. A jogadora Valéria, que entrou bem na partida, tocou para Jessikinha e recebeu de volta para ampliar em favor da Acap, 4 a 0.

Após uma saída errada da Acap, a bola sobrou de graça para Sorriso, que mandou um balaço e estufou as redes da goleira Nielma, diminuindo para a equipe do Elshaday. A jogadora Rô da Acap, derrubou a adversária e recebeu cartão vermelho e deixou sua equipe com uma atleta a menos em quadra por dois minutos. O Elshaday não soube aproveitar e acabou sofrendo mais um gol, quando Jessikinha recebeu e chutou por entre as pernas da goleira Gessica Leão, 5 a 1 Acap.

O time da Acap marcou novamente, em um golaço de Valéria, que acertou um belo chute no ângulo, assinalando o sexto gol, 6 a 1. Já no finalzinho da partida, Sorriso arrancou bem com a bola dominada e chutou forte para o fundo do barbante diminuindo o marcador para Elshaday. Placar final: Acap 6 x 2 Elshaday. A Acap ficou com o título da Copa Carajás de Futsal com 100% de aproveitamento e vencendo todos os jogos de goleada.

Logo após foi a vez da final do masculino, entre Parauapebas e Elshaday. O PFC abriu o placar com Luís Felipe, o popular Badha, que recebeu na esquerda e chutou cruzado, a bola ainda tocou na trave e entrou, 1 a 0. O Elshaday não deixou barato e empatou em uma cobrança de falta de Patrick Canguru, a bola desviou no meio do caminho e tirou o goleiro Shelton da jogada, 1 a 1.

Em uma saída errada do Elshaday, Matheus Moreno recebeu passe e de frente marcou o segundo gol do Parauapebas, 2 a 1. Não demorou para o Gigante de Aço das quadras ampliar o marcador. Depois de uma boa jogada pelo lado direito, a bola chegou para Luís Felipe, o Badha, marcar outra vez, 3 a 1 PFC. A noite era mesmo do Parauapebas e de Badha, que em uma grande jogada individual driblou a marcação e chutou colocado, marcando o seu terceiro gol no jogo, 4 a 1 Gigante de Aço.

Para fechar o placar e com goleada, Felipe Pipo recebeu bom passe na frente e fuzilou para o fundo do barbante da meta do goleiro Aldo. Placar final: Parauapebas 5 x 1 Elshaday. O Gigante de Aço que formou pela primeira vez em sua história um time de futsal foi o grande campeão da Copa Carajás. Os campeões Acap e Parauapebas conquistaram o título da Taça Paulo José, em homenagem ao saudoso ex-presidente da Federação de Futsal do Pará (Fefuspa), vítima da Covid-19, e garantiram vaga na Copa Ouro, que será realizada em dezembro na capital Belém.

A primeira edição da Copa Carajás de Futsal começou no dia 4 de junho e reuniu sete equipes da região sudeste do estado pelo feminino e masculino, onde os times foram divididos por grupos. Os dois melhores de cada chave avançaram para as semifinais e os classificados decidiram o título. A competição foi realizada em parceria entre a Fefuspa e a Semel (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer), seguindo todos os protocolos de segurança e sem a presença de público nos ginásios em que a bola rolou, mas os jogos realizados em Parauapebas foram transmitidos em tempo real nas lives da página do Facebook através do link semelparauapebasoficial.

“Foram 30 dias de competição e graças a Deus vamos ter dois times de Parauapebas nos representando na Copa Ouro no mês de dezembro em Belém. Lembrando que sendo campeão da Copa Ouro, estarão classificados para a Taça Brasil, que é um dos maiores eventos realizados de futsal no país e Parauapebas entra nesse cenário nacional, provavelmente no ano de 2022. Temos um lado positivo, também, o Parauapebas que só era campo está iniciando o trabalho na quadra, e a Acap um time muito bem montado com jogadoras aqui da cidade. Parabenizando, também, o time do Elshaday feminino e masculino por ter chegado a final”, afirmou Leandro Gambeta, secretário de esporte e lazer.

Por Fábio Relvas / Fotos: Lenno Costa