A 11ª Corrida de São Sebastião foi considerada a melhor de todos os tempos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

IMG_0993A Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), realizou no dia 20 de janeiro, a 11ª edição da Corrida de São Sebastião, em homenagem ao padroeiro do município. Este ano o número de atletas participantes surpreendeu a coordenação do evento, onde mais de 200 atletas de Parauapebas e de outras regiões e estados, se inscreveram e correram pelas ruas da cidade, até chegarem à Paróquia de São Sebastião que fica na Praça Mahatma Gandhi.

O percurso foi de 7 km para a categoria masculina, 5,5 km para a categoria feminina e categoria especial (deficientes visuais) e 300 metros para a categoria especial (cadeirantes). Quem levou a melhor no masculino, foi o experiente atleta Itamar Silva, 32 anos, de Tucuruí, que pela segunda vez disputou a tradicional corrida de São Sebastião. A primeira vez foi ano passado, quando ficou em segundo lugar, este ano depois de muito esforço, o atleta que já tem nove anos no atletismo, alcançou o lugar mais alto do pódio. “Para mim, pela situação difícil que estou passando, foi importante ter vencido. Fui feliz na minha estratégia de ir no pelotão da frente, sou rápido e deu para chegar. Meu objetivo agora é fazer o índice para os Jogos Pan-Americanos”, afirmou Itamar, que concluiu a prova em 19 minutos e meio.

A ganhadora no feminino, também foi uma atleta de fora. Trata-se de Maria Sandra, 42 anos, natural de Caxias-MA. Com uma vasta experiência de 22 anos dentro do atletismo, a maratonista foi soberana em sua categoria e venceu com uma certa tranquilidade, com o tempo de 18 minutos e 18 segundos, batendo o recorde da prova. “O resultado foi satisfatório. A primeira corrida do ano, você nunca sabe como está fisicamente. Assim que chegar a minha cidade vou só arrumar as malas e viajar para Poço de Caldas, Minas Gerais, onde vou disputar a corrida Volta ao Cristo. Uma prova difícil, nunca corri lá”, declarou Maria.

IMG_1165

Mas nem todos vitoriosos foram atletas de fora de Parauapebas. Para honrar o nome da cidade, na categoria especial (cadeirante), Pedro Saraiva, ficou com o primeiro lugar, após ser vice ano passado. “Não tem melhor resultado que este. Me preparei um pouco. Ano passado participei da Corrida do Trabalhador. Apesar da cadeira não ser adequada para competições, consegui o meu objetivo. A nossa preparação é no dia a dia”, disse Pedro.

“Este ano a Corrida de São Sebastião foi considerada a melhor de todos os tempos, com número recorde de inscritos, melhores tempos dos atletas, maiores premiações, mais parcerias, enfim, vários fatores que encheram de expectativa a quem apoia o esporte do município de Parauapebas. Estou feliz, satisfeito por esta realização. Este ano foi a melhor corrida com recorde de atletas inscritos, que correram com a inovação do chip obrigatório ajudando a cronometrar eletronicamente o tempo. Quero agradecer o apoio da Paróquia de São Sebastião, além das parcerias como a Secretária de Saúde, o Corpo de Bombeiros, enfim. Não fazemos nada sozinho. Lembrando que a melhor premiação do estado é a nossa, com mais de 20 mil em premiações”, finalizou Marcel Nogueira, Secretário de Esporte do município.

Publicidade