Absolvido ex-vigilante que matou adolescente em Marabá

Albert Mousinho confessou o crime em 2017, mas alegou legítima defesa. Ele segue preso, entretanto, por tentativa de assalto ao Banco do Brasil, dias depois, porque tencionava fugir da cidade