Em Parauapebas, homoafetivos reclamam de banheiro exclusivo para eles

Instalação de um terceiro banheiro em bares e outros estabelecimentos em Parauapebas tem sido visto com ressalvas por alguns membros da comunidade LGBT no município. O que deveria ser um conforto, é visto pela classe como discriminação.

LGBT - Ana Cristina Carmona Ana Cristina Carmona, residente na Rua Araguaia, Bairro da Paz, em Parauapebas, líder do movimento de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis) e do Instituto Abrace a Diversidade, diz à reportagem do CORREIO DO TOCANTINS que a disponibilização de banheiros exclusivos em boates e outros locais destinados à categoria é uma ofensa à classe de homoafetivos.

Em sua avaliação, mesmo que ela admita ser lésbica, ela não usaria um banheiro que tivesse na porta a inscrição LGBT, “porque eu sou mulher, independentemente de minha opção sexual. Da mesma forma é um gay não assumido”.

O problema surgiu em Parauapebas porque algumas mulheres heterossexuais vêm reclamando a presença de homossexuais usando as toaletes femininas em bares, restaurantes e casas noturnas, situação que viria provocando constrangimentos às mulheres.

LGBT - Banheiro GLBTTTalvez pensando em resolver este problema, o dono de uma boate em Parauapebas construiu banheiros destinados a mulheres, homens e LGBT, mas Cristina Carmona discorda da iniciativa, por considerá-la discriminativa, uma forma de exclusão.

A líder do movimento pró-homoafetivo lembra que em alguns grandes centros do país casas noturnas criaram banheiros para homens, mulheres e LGBT, mas essa ação foi recusada pela categoria, “pois é uma discriminação, e agora inventaram isso em Parauapebas”, reclama.

Com relação aos travestis, Cristina Carmona diz que, por lei, eles podem e devem usar o banheiro feminino, porque a orientação sexual deles é feminina, e por isso seriam constrangidos e até humilhados se usassem o banheiro destinado aos homens.

“As mulheres têm que entender que eles estão vestidos com trajes femininos, pensam e agem como mulher e suas orientações sexuais são femininas”, justifica Carmona, acrescentando que dia desses numa casa noturna do Bairro da Paz um travesti amigo dela foi agredido fisicamente por um segurança do estabelecimento por ter usado o banheiro feminino.

Indagada pela reportagem sobre a quantidade de lésbicas, gays, bissexuais e travestis existentes em Parauapebas, Ana Cristina Carmona informou que a cidade conta com cerca de mil pessoas publicamente assumidas.

Na opinião da comerciante Vanete Pereira, mulher homossexual deve usar o banheiro masculino, enquanto o homossexual masculino deve utilizar o espaço destinado às mulheres, “porque o que está em questão é a natureza humana”, completa.

“Eu mesma já presenciei travesti usando o banheiro junto comigo, mas nenhum deles me desrespeitou, exibindo a genitália, até porque eles mijam agachados, igual a nós, mulheres”, conta Vanete Pereira.

LGBT - DJ Lobato Ouvido pela reportagem, Antônio Carlos Lobato Medeiros, o popular “DJ Lobato”, da boate Pirâmide, ratifica que a casa noturna construiu uma toalete exclusiva para GLBTT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais), mas garante que o espaço é opcional, usa quem se enquadrar na categoria.

“Nos três anos de existência de nossa boate, sempre fomos elogiados em poder proporcionar um espaço privado para quem quiser usá-lo, mas se alguém ou algum movimento ou entidade se sentir ofendido, estamos abertos ao diálogo para reverter a situação”, frisou o DJ Lobato, dizendo-se surpreso com a reação da líder do movimento pró-homoafetivo.

Reportagem e fotos: Ronaldo Modesto;

Redação: Waldyr Silva.

Nota do Blogger:
Parabenizo aqui a equipe do Jornal Correio do Tocantins em Parauapebas, que foi quem divulgou em primeira mão a matéria sobre os banheiros LGBT no município. Pode até parecer estranho à primeira vista um banheiro alternativo em bares e boates, todavia, a comunidade LGBT local não tem do que reclamar. Em Parauapebas, até onde se sabe, não há um conceito de discriminação contra a classe e jamais ouvi dizer que tenha ocorrido algum tipo de constrangimento em locais públicos.

Fica uma pergunta: os banheiros alternativos não  deveriam ter critérios técnicos de organização e utilização por gênero (masculino e feminino), e não por orientação sexual (heterossexual, homoafetivo, entre outros). Os registrados sobre o sexo masculino fazem suas necessidades fisiológicas de um jeito, já os do sexo feminino, de outro. Mulheres precisam de mais vasos, homens de menos vasos sanitários e mais mictórios. E por ai vai…

Reclamar de discriminação não me parece a melhor forma da líder LGBT em Parauapebas mostrar sua luta pela classe. Cobrar melhores banheiros alternativos seria mais vantajoso para todos. Um discurso que promovesse à uma reexaminação e reflexão sobre aquilo que sabemos sobre o sexo deveria ser, em minha opinião, a preocupação da líder.

27 Responses to Em Parauapebas, homoafetivos reclamam de banheiro exclusivo para eles

  1. Fabrício disse:

    Quando esse povo LGBTABCDEFGH é esquecido, reclamam. Quando são lembrados, reclamam também. Que povo impossível de se agradar, não é??

  2. anônimo disse:

    Zé Dudu, que te falou que não ha discriminação de homoafetivos aqui no Peba? em comunidades conservadoras do tipo desta é onde existem os maiores índices de perseguição aos GLBTS. Embora tenha nascido “homem”, eu
    mesmo tenho uma vontade louca de assumir minha sexualidade, mas nem moorta vou assumir aqui. (Gustavo do B. da Paz)

  3. migdf disse:

    Parabéns ao Lobato dono do estabelecimento e tem que estar na lei municipal a exigência do TERCEIRO banheiro em todos locais; está certo o Fabrício os Homossexuais não estão satisfeitos com nada, com certeza não tem alegria de viver, quando se trata de uma parada ou festa homossexual, eles adoram se espor, agora vem dizer que não pode ter banheiro próprio, e como fica um menor de idade e até msmo uma mulher esposa e héterossexual, qdo usa o banheiro junto com um travestido com certeza os pais e maridos não irão gostar; e tem mais se tdos virarem homossexuais quem irá habitar a terra daqui a 80 anos, já passou de hora de dar previlégios e direitos exclusivos a essa minoria, é tão simples basta colocar em votação aberta (referendo) à todos brasileiros, quaisquer assuntos relacionado aos homossexuais, já que não aceitam o que está na constituição brasilireira, onde se trata dos direitos dos cidadãos.

  4. Assumam o que são e deixem de frescura.

  5. Marcos Paulo disse:

    Parece-me que, segundo o comentário do blogger, Parauapebas é o paraíso para os homossexuais. Cuidado rapaz, voce é um homem da imprensa e as pessoas até te admiram, mas não fale aquilo que não sabe. Por não ter registros oficiais não quer dizer que não há discriminação. Há uma violência por tráz destes banheiros…Se é que voce consegue me entender…..abs

  6. anônimo disse:

    Fabricio, migdf, Paulo Henrique e Marcos Paulo, vcs são na verdade gays enrustidos. A atitude de vcs é de autêntico homofóbico: aquele que odeia homoafetivos. Na verdade a ciência explica o seguinte: o indíviduo não querendo assumir sua homoafetividade cria uma identidade de “falso machão”. É uma forma de se auto-afirmar como hétero. Façam como eu sou homoafetivo, e daí?!

  7. anônimo disse:

    Não assumo publicamente porque tenho pavor de ser trucidado nesta Peba conservadora, preconceituosa e violenta. Conheço muita gnte “acima de qualquer suspeita”que gostaria de assumir mas tem medo da discriminação.Poxa como é bom viver em outros lugares onde a gente pode viver mais em liberdade.

  8. vadmecum disse:

    A discussão è muito bem vinda. Entendo que a criação de banheiros especificos para esse publico è direito e justo. Respeito a diversidade è essencial.
    Afinal, negros tem cotas, idosos tem preferencia, mulheres lactentes tem prioridade, etc…porque ignorar, fingir que nao existem pessoas com opção homoafetiva. Porque descriminar? A opção sexual diz respeito a pessoa, cada um deve escolher livremente com quem quer se relacionar e como quer viver. RESPEITO NAO SAI DE MODA.

  9. Elton disse:

    Bem pessoal Parauapebas é muito consevadora quer saber se gay e lesbica não são vitimas de violencia pergunte a qualquer gay assumido aqui da cidade se ele ja não foi vitima de alguma piada ou ate agreção como ja aconteceu comigo. Sou Gay e tenho orgulho por que numca Roubei nem matei e se hj tenho meu espaço e por que o conquistei com muito suor. apesar de todo esse consevardorismo de quinta a nossa cidade é bem diferenciada das demais por exemplo eu sou Gay e sou uma das personalidades mais influnetes dentro do movimento estudantil por este lado nossa cidade esta bem acima de outra cidades aqui mesmo dessa regiaão. mais sobre banheiro para LGBTs a na minha escola onde estudo tem. sou afavor de Banheiros LGBTs assim vc evitar eventuais comflitos, nos LGBTs somos muito respeitadores para com as mulheres acho uma pena que as algumas não nos vem como grandes amigos.

    SOU LGBT e Sou Feliz!

  10. Elton disse:

    Cris amiga vc é uma otima pessoa que deus continue te ajudando e que vc numca mude amiga guerreira!

  11. Ridículo! Sexo masculino e sexo feminino. Gay não é um terceiro sexo, então o banheiro é desnecessário. Para os ignorantes acima de plantão, comentem assuntos que são do interesse de vocês, quem sabe sai algo construtivo! Quando não temos o que falar, o silêncio é a melhor das opções. :) Graças a Deus em SP não existe essa idiotice.

  12. rodrigo disse:

    Eu não entro em um banheiro onde está um travesti, eu vou muito mostrar minhas partes intimas pra essas pessoas ficarem admirando. Muito menos deixo minha mulher entrar em um banheiro onde tem uma lesbica. Concordo com o banheiro!!! Esse banheiro é mais especifico pra travesti. Pq em banheiro de homens é estranho eles entrar e de mulher tbm.

  13. anônimo disse:

    Anderson Andrade , por que todo esse “FUROR” ?. Acho que estás necessitando de uma conversinha pra tu, GURI, assumir de fato!

  14. anônimo disse:

    Anderson Andrade : “pra que mentir…pra que tanta {educação}…pra destilar terceiras intenções”. Anderson, vc precisa é ouvir “segredos de liquidificador…” (Cazuza)

  15. Vou falar o que eu acho!
    Existe discriminação para quem não sabe se portar!
    Para quem não se da respeito!
    Eu nasci homem, e sou homem, independente do que eu faça na minha intimidade! Não preciso sair por ai saltitante, como um mulher, ou até mais “espalhafatosa” que uma. Não preciso assumir posição, lutar por causa alguma, sendo que não me vejo diferente! Tenho respeito por parte das outras pessoas, porque imponho respeito. E penso assim!
    Penso que a discrimanação vem por parte dos Homosexuais mesmo, se veem diferentes, agem diferentes. Cada um tem um modo de pensar, de agir. Mas sinceramente, acho que um pouco de discrição, de comortamento não faz mal a ninguém!
    É a minha opinião, e não há o que mudar.
    Quanto aos banheiros acho muito correto por parte dos estabelecimentos. Já que muitas vezes os Homosexuais que entram nos banheiros comuns, se constragem e constragem às outras pessoas, porque alguns, digo: alguns não sabem respeitar nem mesmo uma pessoa que está em um banheiro. Usa quem acha que deve usar! Eu jamais entraria num banheiro com uma placa dessas, a não ser que estivesse muito necessitado. Sou homem! Independente de qualquer coisa!

  16. anonimo disse:

    Anderson volta pra SP. ah!. vc não pode, pois veio matar a fome aqui em nossa cidade!

  17. Andressa disse:

    Primeiro lugar, parabéns ao Sr. Waldir pela matéria.
    Bem, acho super importante um espaço para essa classe. Pois, não me sinto nem um pouco confortável em um banheiro onde está presente uma lésbica.
    Quero deixar claro que não é preconceito, apenas se sentir a vontade em banheiros FEMENINOS!

  18. Fabrício disse:

    Ao “anônimo corajoso” do comentário #6: Você está envergonhando sua classe ao demonstrar total falta de competência em interpretar um texto com apenas duas linhas. Até uma ameba em coma iria ver que eu NÃO DEMONSTREI HOMOFOBIA em lugar algum do texto. Apenas constatei a insatisfação que a sua classe faz questão em demonstrar sempre. E outra: da próxima vez vá pesquisar suas “teorias científicas” fora do orkut, pois esse disparate que vc comentou não tem NENHUM embasamento científico. Existem “casos” e “casos”, a verdadeira ciência não generaliza nada. Apenas procure se informar antes de postar bobagens outra vez.


  19. rodrigo:

    Eu não entro em um banheiro onde está um travesti, eu vou muito mostrar minhas partes intimas pra essas pessoas ficarem admirando. Muito menos deixo minha mulher entrar em um banheiro onde tem uma lesbica. Concordo com o banheiro!!! Esse banheiro é mais especifico pra travesti. Pq em banheiro de homens é estranho eles entrar e de mulher tbm.

    Rodrigo,
    Com todo o respeito… as pessoas acham que só pq a pessoa tem uma orientação sexual diferente da sua eles vão sai atacando ou admirando as “partes intimas” dos outros… é muita ignorância da sua parte postar um comentário desses….
    vcs heteros acham que os homossexuais são desrespeitadores, que só pq são gays e estão no mesmo WC que vc está vão te desrrespeitar…
    tdo q é errado vcs colocam a culpa nos homossexuais, da mesma forma que vc e sua esposa podem estar andando na rua e um tarado atacar ela e vc n vai poder fazer nada, agora vc proibe sua mulher de usar um banheiro feminino so pq uma lesbik está dentro dele, belo exemplo de preconceito, daki uns dias vc ñ vai querer usar o mesmo banheiro de um negro…
    sou contra a esses banheiros… da mesma forma de acharem q lesbiks tem q usar wc masculino… isso é ridiculo, até parece q vou entrar num lugar cheio d homens c suas partes p fora, na maioria bebados, e correr o risco d ser atacada por eles… ms acho q isso vc deve achar certo ne? pq na opinião da maioria lesbik precisa e de r**** num é mesmo?
    RESPEITE AS PESSOAS RODRIGO, não se eskece q um dia vc será ou ja é pai e acredito q n gostaria q seu filho sofresse o preconceito q hj a maioria dos homossexuais vive por culpa d pessoas ignorantes como vc

  20. wss disse:


    anônimo:

    Fabricio, migdf, Paulo Henrique e Marcos Paulo, vcs são na verdade gays enrustidos. A atitude de vcs é de autêntico homofóbico: aquele que odeia homoafetivos. Na verdade a ciência explica o seguinte: o indíviduo não querendo assumir sua homoafetividade cria uma identidade de “falso machão”. É uma forma de se auto-afirmar como hétero. Façam como eu sou homoafetivo, e daí?!

    Como nao fala se é homem, mulher ou as “duas” coisas…
    A Ciencia n tem nem explicação pro comportamento homosexual, ainda + pra identificar quem quer ou nao ser homosexual…
    Hj a maioria dos Homosexuais n aceitam opniao contraria e td acaba sendo visto como Homofobia, isso prova q n sabem nem o significado do termo. Sentir-se ofendido e reclamar por causa de um banheiro é muita falata do q fazer, USEM O BANHEIRO COMUM ora bolas, é muita falta de assunto.

  21. wss disse:


    anônimo:

    Não assumo publicamente porque tenho pavor de ser trucidado nesta Peba conservadora, preconceituosa e violenta. Conheço muita gnte “acima de qualquer suspeita”que gostaria de assumir mas tem medo da discriminação.Poxa como é bom viver em outros lugares onde a gente pode viver mais em liberdade.

    Tá bom….

  22. wss disse:


    Anderson Andrade:

    Ridículo! Sexo masculino e sexo feminino. Gay não é um terceiro sexo, então o banheiro é desnecessário. Para os ignorantes acima de plantão, comentem assuntos que são do interesse de vocês, quem sabe sai algo construtivo! Quando não temos o que falar, o silêncio é a melhor das opções. Graças a Deus em SP não existe essa idiotice.

    Realmente nao existe sexo Gay, mas se n tiver nd melhor pra falar de onde moro, volta pra SP q é melhor…

  23. djane disse:

    meu deus tô boba antes de mais nada todos somos iguais somos feitos da mesma materia.todos nós fomos feitos a imagem de deus,só que com livre arbítrio nós sempre iremos responder por nossas escolhas…então eu acho o seguinte no caso do banheiro glst se eu me sentir avontade para usar o benheiro femenino tendo eu aparencia masculina e as mulheres q lá estiverem não se sentirem constrangidas então eu uso se eu não tiver afim uso o masculino e se de todo não me sentir bem em nenhum doe ambientes aí eu procuro o outro mais tudo isso se eu achar que é melhor pra mim se ñ asse banheiro pode estar sem ninguém e oos outros lotados que eu esperaria desoculpar…aí o problema seria do proprietário que gastou uma grana pra nada…e eu achho que parauapebas é bém melhor do que sp viu…principalmente pra divercidade enfim em todo lugar existe gente como alguns desses q postaram aki…infelismente…beijão pra galera.

  24. frank disse:

    Que Deus tenha misericordia de vcs. Ele não criou isso!!! Fez homem e mulher e ponto final!!!

  25. Respondendo de um modo geral: sou gay, me aceito, me respeito e a minha família também, então p/ aquele que citou que eu preciso me assumir, citou errado. Moro em SP e amo sim a evolução que a mesma possui em relação a homossexualidade. Lógico, em todo lugar existem pessoas preconceituosas, mas pelo menos não criaram banheiro p/ nós. O problema dessa população alienada é que não sabem nem diferenciar sexo de orientação sexual, fica difícil. Estudar faz bem… Abraço!

  26. Jô Queiroz disse:

    Eu acho certo o terceiro banheiro não por preconceito, mas por causa do assedio que é feito no banheiro, e que a gente não pode reclamar por que se não eles/elas querem logo bater.

  27. Valdo Meliano disse:

    Sou a favor. Mesmo porque ninguém obrigatoriamente tem que usar esses banheiros especificos. Só quem se sentisse a vontade, usariam. Fato é que, o assédio dentro dos banheiros masculinos é muito grande, acho um desrespeito. Se perguntar a 10 homens, pelo menos 8 deles jpa foram assediados em banheiros de festas. Então seria uma alternativa que diminuiria esse constrangimento. No entanto seria errado discriminar um gay que entrasse no banheiro só pelo fato dele está lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>