XII Festival Jeca Tatu atrai famílias à Praça de Eventos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O colorido das quadrilhas, os sabores das comidas juninas e as atrações musicais, atraíram milhares de pessoas para ao XIII Jeca Tatu e homenageou o pescador Lucindo Rebelo da Costa, o mestre Lucindo, um dos maiores compositores de Carimbó do país. A festividade ocorreu de 24 a 28 de junho, na Praça de Eventos.

IMG_3574

O campeonato de quadrilhas, que este ano reuniu 20 equipes pelo campeonato municipal e 10 no intermunicipal, teve como grande campeã a Agremiação Junina Jovens do Cangaço. No palco, Monteirinho do Acordeon, Banda Nó Di e até o grupo musical Arraial do Pavulagem, fizeram o público presente dançar ao som dos mais variados ritmos.

Ao lado do filho José Henrique, de 9 anos, a nutricionista Patrícia Gonçalves, acompanhou atentamente as apresentações e declarou seu amor pelo festejo. “Eu amo a cultura junina, faz parte do meu sangue. Desde muito jovem participei de grupos folclóricos, dancei lundu, síria, quadrilha, xote, gosto e admiro muito esses ritmos, é muito bom para todos nós”, disse a belenense que mora em Parauapebas há 9 anos.

IMG_0536

“O Jeca Tatu já é um evento tradicional do município”, segundo o presidente da Liga das Agremiações Juninas de Parauapebas (Liajup), Carlos Magno Silva, conhecido popularmente como Bio. “Todo o esforço do evento começa com os ensaios das quadrilhas, o cuidado com a organização das roupas e capricho dos adereços. Cada ano que se passa o evento atrai multidões”, declarou. 

Segundo a organização do evento, mais de 6 mil pessoas estiveram presentes durante cada uma das noites de evento. Para a secretária de Cultura, Rose Valente, o evento correspondeu a todas as expectativas. “Está muito bacana, estamos vendo que o público está participando. As famílias estão vindo prestigiar o festival. Seja para comer as comidas juninas, para ver o shows que estão acontecendo e, principalmente, as apresentações das quadrilhas”,  destacou.

Fonte: ASCOM PMP

Publicidade