Vale realiza exposição itinerante para mostrar ações de preservação ambiental

O estande itinerante estará até o dia 14 no Partage Shopping, em Parauapebas e, na próxima semana em Marabá. Na última semana do mês, a exposição será realizada em Canaã dos Carajás
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
A programação no Partage Shopping em Parauapebas segue até este domingo (14)

Continua depois da publicidade

Para mostra suas ações na área de preservação ambiental, a Vale está realizando o “Espaço Verde”, através de estande itinerante. Ação itinerante apresenta as ações ambientais da mineradora para conservação da biodiversidade da Floresta Amazônica em suas áreas de atuação na região de Carajás.

Iniciativa abrange os municípios de Parauapebas, Marabá e Canaã dos Carajás durante o mês de novembro. Em Parauapebas, o estande itinerante está sendo realizado no Partage Shopping e a programação segue até este domingo (14), no horário de 10h às 22h.

No estande, a empresa mostra à população seus principais projetos e ações ambientais para conservação da Floresta Amazônica. O espaço conta com painel iterativo, apresentando alguns projetos desenvolvidos pela Vale dentro do Plano de Gestão de Biodiversidade (PGBio), a exemplo das principais ações da mineradora para conservação do bioma Amazônico, como os corredores ecológicos e a recuperação de áreas degradadas a partir do plantio de espécies nativas, como castanheiras-do-pará.

Também é apresentada a atuação do Parque Zoobotânico Vale, que além de um espaço de lazer, é um importante ambiente para ações de educação ambiental e que já está reaberto à visitação pública. Como estímulo para cuidar da floresta do amanhã, os visitantes do espaço também recebem mudas de espécies da flora Amazônica.

O próximo município a receber o “Espaço Verde” é Marabá. O estande itinerante será montado no Partage Shopping, no período de 17 a 21/11. Depois será a vez de Canaã dos Carajás, que recebe o projeto no período de 26 a 28/11, na Praça da Bíblia.

Segundo a Vale, a visitação do estande conta com controle de acesso do público e adoção de medidas sanitárias preventivas em função da Covid-19, como distanciamento social e uso obrigatório de máscara. A empresa explica que o Plano de Gestão de Biodiversidade (PGBio) tem como objetivo potencializar a atuação da mineradora de forma integrada e focada na conservação da biodiversidade em suas áreas de operação de minério na região de Carajás. O plano reúne os esforços das equipes e profissionais do meio ambiente dos negócios de Metais Básicos e Ferrosos, com abrangência nos municípios de Parauapebas (Carajás), Canaã dos Carajás (S11D), Curionópolis (Serra Leste) e Marabá (Salobo).

A versão atual do plano, assim como os vídeos sobre as principais ações desenvolvidas pela Vale estão disponíveis na página vale.com/amazonia. Estruturado a partir de quatro pilares (mitigação de impacto, recuperação de áreas degradadas, compensações integradas das operações realizadas nas unidades de conservação e estratégia de conservação da biodiversidade), o PGBio conta com a parceria do Museu Paraense Emílio Goeldi e Embrapa Amazônia Oriental, além da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fundo Vale e o Instituto Tecnológico Vale – Desenvolvimento Sustentável (ITV-DS).

O Plano de Gestão da Biodiversidade também será apresentado na capital paraense. A empresa informa, ainda, que vai levar o PGBio para a 9ª edição da Feira Internacional do Turismo (FITA), que acontece de 25 a 28 de novembro, na Estação das Docas.

Na Fita, o estande do Parque Zoobotânico Vale apresentará os trabalhos de conservação da floresta desenvolvidos dentro do PGBio.

Tina DeBord- com informações da Vale