Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Jacundá

Lixão irregular cresce e ameaça o Rio Arraias, em Jacundá

Morador denúncia acúmulo de resíduos sólidos que ameaçam o solo e também o lençol freático

Um “lixão” formado a cinco três quilômetros do centro da cidade de Jacundá pode causar sérios danos ambientais ao Rio Arraia. Dois vídeos circulam em redes sociais escancaram o problema. A Prefeitura de Jacundá não se manifestou sobre o caso.

O morador identificado nas imagens por Ademir é o autor dos vídeos. Segundo ele, a situação vem se agravando a cada dia com o acúmulo do lixo e o chorume sendo levado pelas chuvas para o Rio Arraias, próximo a uma ponte na rodovia estadual PA-151, conhecida por Moran Madeira, a cerca de três quilômetros do centro da cidade. Lá, resíduos de madeira, casca de coco, carcaças de animais e todo tipo de lixo são depositados irregularmente. No local não existe nenhuma placa de alerta sobre a proibição de jogar lixo.

Diversos resíduos sólidos vêm sendo depositados no lixão irregular e sem infraestrutura para proteger o solo e o lençol freático da contaminação proveniente de domicílios residencial e comercial, como mostram as imagens em vídeo. “Olha a situação que está aqui. Já denuncie na Prefeitura e nas redes sociais e nenhuma providência foi tomada”, diz o autor do vídeo, que faz o alerta: “no dia que der uma enchente esse lixo vai todo para o leito do rio”.

O lixão irregular recebe toneladas de rejeitos por dia. E a extensão dos danos causados ao meio ambiente no local cria um quadro desolador, representando um sério risco para a saúde dos moradores do entorno, pois são obrigados a caminhar entre lixo e urubus na estrada.

Antonio Barroso – de Jacundá
Vídeo: Ademir