Vale abre cerca de mil vagas para Jovem Aprendiz 2021 em sete estados

No Pará, as vagas são destinadas a Parauapebas, Marabá, Canaã dos Carajás e Curionópolis. Inscrições abertas até 31 de maio.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Mineradora Vale abriu as inscrições, nesta segunda-feira (17), para o Programa Jovem Aprendiz 2021. Ao todo, serão cerca de mil vagas distribuídas entre os estados do Pará, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro. Os candidatos tem até 31 de maio para efetivar a inscrição.

De acordo com a mineradora, o programa é uma das principais portas de entrada para a empresa e tem o objetivo de ampliar as possibilidades de crescimento profissional e inserção qualificada de jovens no mercado de trabalho.

Podem se candidatar ao processo seletivo pessoas de 18 a 22 anos que tenham concluído o Ensino Médio e residentes nos municípios paraenses de Parauapebas, Marabá, Canaã dos Carajás e Curionópolis. Os candidatos só poderão se inscrever para vagas nas cidades onde residem, mesmo em locais em que o trabalho seja 100% remoto, e ter disponibilidade para trabalhar pelo período de 6h. As inscrições podem ser feitas pelo site www.vale.com/oportunidades.

O programa tem duração de até dois anos, período em que os selecionados terão acesso à conteúdos de capacitação para atuar nas áreas de eletromecânica industrial, operação de equipamentos e serviços administrativos. O programa prevê o desenvolvimento dos jovens em atividades teóricas e práticas que poderão ser realizadas nas instalações das Instituições de Ensino ou da Vale, contando com acompanhamento de orientadores técnicos da Vale. Ao final, os jovens recebem um certificado de conclusão do programa.

Para a gerente global de Atração de Talentos da Vale, Mira Noronha, programas como esse são extremamente importantes, pois costumam ser a porta de entrada para o jovem ingressar em uma grande empresa. “Sabemos o quanto a primeira oportunidade de trabalho em uma grande empresa, como a Vale, pode marcar positivamente a vida de um jovem, além de trazer uma transformação social, econômica e educacional profunda. Queremos estar ao lado deles neste momento tão importante que é o primeiro emprego”, reforça.

Na operação de britagem da mina de Carajás, em Parauapebas, no sudeste do Pará, a analista operacional Silmara Barbosa fala com entusiasmo do programa Jovem Aprendiz, pelo qual ela ingressou há 15 anos, na empresa. “Foi meu primeiro emprego. E foi a oportunidade da minha vida. Entrei no processo em 2005, com 20 anos. Efetivei e passei pelas funções de auxiliar técnico de manutenção, técnico de planejamento e programação até analista operacional, onde estou hoje”, comenta.

Atualmente Silmara tem a oportunidade de contribuir com a formação de outros jovens aprendizes, que estão na sua equipe. Um deles é Robert Plant Vieira Souza, de 20 anos. Natural de Parauapebas, ele está participando da fase teórica da formação, que é realizada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) no município. Ele diz estar conhecendo melhor o processo de mineração. “Está sendo uma experiência muito boa.  No Senai nós temos a oportunidade de realmente aprender, entender mais à fundo os processos da mineração e assim, desenvolver ainda mais interesse pela área”, comenta.

Processo seletivo

Todo o processo será online e às cegas até a última etapa. Este é um método de seleção no qual informações como gênero, etnia, idade, endereço, estado civil, deficiências, entre outras, são omitidas durante o processo seletivo. O objetivo é evitar que vieses inconscientes influenciem a escolha dos candidatos e promover uma seleção baseada na avaliação de potencial e capacidade de realização futura.

A seleção será dividida em seis etapas, todas eliminatórias. As fases incluem inscrições e avaliações, dinâmica de grupo, painel com gestores e gestoras, exames médicos admissionais e divulgação de resultados. Todas as etapas do processo devem ser acompanhadas pelo site.

O Programa Jovem Aprendiz inclui também oportunidades para pessoas com deficiência e, para eles, não existe limite de idade. A Vale estimula fortemente a inscrição de pessoas com deficiência, de acordo com sua política de promover a inclusão e valorizar a diversidade.

Benefícios

Os selecionados terão direito a bolsa-auxílio, assistência médica, seguro de vida, transporte e programa de assistência ao empregado. Além disso, o programa oferece vale-alimentação e refeição na fase prática.

Com informações da VALE

Publicidade