UBM emite nota sobre estupro de criança no Espírito Santo

Na nota, a União Brasileira de Mulheres repudia violações aos direitos das meninas mulheres, assim como a ação de grupos fascistas e religiosos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nessa última semana, acompanhamos apreensivas as notícias vindas do Espírito Santo sobre uma menina de 10 anos que engravidou do seu estuprador, o tio da criança que a violentava desde os 6 anos de idade.

Na maioria dos casos a violência sexual contra crianças e mulheres é cometida por conhecidos, dentro de casa. O lugar que deveria ser seguro, especialmente nesse período de pandemia do novo coronavírus transforma-se num ambiente aterrorizador para as vítimas que são obrigadas a conviver 24 horas com seus algozes.

A cada hora, quatro meninas de até 13 anos são estupradas no país, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019. Há 80 anos conquistamos o direito ao aborto legal em casos de estupro, está previsto na lei.

Portanto, consideramos criminosa a ação de grupos fascistas e fundamentalistas religiosos que tentaram impedir que o direito dessa criança fosse assegurado. É urgente que o Ministério Público apure os fatos e incrimine também quem são os grupos e indivíduos que foram ao hospital impedir o cumprimento de decisão judicial, os responsáveis pelo vazamento de dados sigilosos da vítima utilizados de forma indevida e criminosa por páginas e perfis da fascista Sara Winter, violando os direitos da criança protegidos pelo Estatuto da Criança e Adolescente.

Repudiamos toda e qualquer tentativa de culpabilizar essa criança e condená-la como assassina. O verdeiro criminoso esta foragido e somente ele deve ser julgado e condenado conforme prevê a legislação, o tio estuprador.

Por fim, nos solidarizamos integralmente com esta criança. Lamentamos profundamente todo o sofrimento a ela causado por esses criminosos e reafirmamos, VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHA! Nosso abraço fraterno e acolhedor. Parabenizamos a equipe médica do CISAM da Universidade Estadual de Pernambuco – UPE pela compromisso ético no exercício da profissão, ao juiz da Infância e juventude do Estado e Ministério Público do Estado do Espírito Santo, que garantiram que a lei fosse devidamente cumprida. Seguiremos juntos lutando pela vida de meninas e mulheres. A vida desta menina importa .

ESTUPRO É CRIME!
A CULPA NUNCA É DA VÍTIMA

A VIDA DE MENINAS E MULHERES IMPORTAM!

União Brasileira de Mulheres – UBM

Atualização

O tio suspeito de estuprar e engravidar a sobrinha de 10 anos em São Mateus, no Espírito Santo, foi preso por volta das 3h30 desta terça-feira (18) em Betim, em Minas Gerais.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), divulgou a informação em uma rede social na manhã desta terça.

Segundo a Polícia Civil, o homem de 33 anos não resistiu à prisão e foi localizado em Minas após um trabalho de inteligência.

O suspeito será encaminhado ao Complexo Penitenciário de Xuri, em Vila Velha, na Grande Vitória. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e ameaça e estava foragido desde a última semana.

O homem também já tinha passagem criminal por tráfico de drogas e esteve preso entre 2011 e 2018.

A gravidez foi revelada no dia 7 de agosto, quando a menina foi ao hospital em São Mateus se queixando de dores abdominais. A menina relatou que começou a ser estuprada pelo próprio tio desde que tinha 6 anos e que não o denunciou porque era ameaçada.

A criança passou por um procedimento e interrompeu a gestação em Recife (PE) nesta segunda (17). Ela estava na unidade desde domingo (16), quando iniciou o processo. O procedimento foi concluído por volta das 11h e a menina passa bem.

Após o procedimento, equipes da Polícia Científica de Pernambuco coletaram amostras genéticas do feto e da criança, após uma determinação da Justiça do Espírito Santo.

Publicidade