Tucuruí compra equipamentos de proteção para profissionais de saúde

Município já tem 46 casos confirmados de Covid-19 e 6 óbitos. Governo diz que já não tinha mais álcool 70% e EPIs disponíveis para servidores que trabalham no enfrentamento ao vírus.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O prefeito Artur Brito autorizou a compra direta e emergencial de equipamentos de proteção individual para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus em Tucuruí. A medida tem em vista preservar a saúde de profissionais que atuam na linha de frente da Covid-19, que já infectou pelo menos 46 pessoas no município e fez seis vítimas fatais, segundos dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). A informação foi levantada pelo Blog do Zé Dudu e pode ser conferida aqui .

A licitação teve as empresas AMB Farmacêutica e Goiás Comércio de Produtos Farmacêuticos habilitadas a fornecer R$ 636.277,00 em produtos de primeira necessidade para o labor dos servidores que atuam no Hospital Municipal de Tucuruí, na Unidade de Pronto Atendimento, na Vigilância Sanitária e nos postinhos de saúde. O governo municipal comprou 18 itens, como bota de borracha, álcool em gel, luvas, gorros, máscaras N95, óculos de proteção, entre outros. A Prefeitura de Tucuruí reforça que a aquisição dos insumos tem em vista garantir a higiene e prevenção dos profissionais de saúde e que não há tempo em realizar processo licitatório na modalidade pregão presencial para contratação dos materiais.

“Não havia mais o referido álcool em gel 70% e EPIs disponíveis na Secretária Municipal de Saúde, com duração para o período da pandemia”, revelou a administração, argumentando que a compra fundamenta-se em critérios técnicos tomando por base a transmissão do vírus, assim como as projeções do seu comportamento, além das orientações dos órgãos oficiais de saúde, especialmente quanto à disponibilidade de materiais de higiene, de equipamentos hospitalares e de proteção individual.

Publicidade