Tucumã: Marido mata mulher, enterra o corpo em chácara e some da cidade

Antes de fugir, o acusado confessou o crime para o pai, mas para a família da mulher, ele contou que ela morreu de covid-19 e teve se ser enterrada às pressas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por volta das 15h de ontem, terça-feira (9), a Polícia Civil, em Tucumã, recebeu a informação de o corpo de uma mulher foi encontrado enterrado em uma chácara nas proximidades do Setor Lago das Rosas. Em Diligências no imóvel rural, foi possível localizar uma cova clandestina e nela o corpo de Otaciane Rodrigues da Costa Faustino.

Ela foi assassinada pelo marido Valmir de Sousa Góes, que desapareceu da cidade desde a tarde de sábado (6), data provável do assassinato. De acordo com o delegado de Polícia Civil Rafhael Machado, o acusado teria dito à família da vítima que ela havia morrido de covid-19 e teve de ser enterrada com urgência.

Ele pediu demissão da chácara em que trabalhava como caseiro e foi embora da cidade. Porém confessou ao pai dele que tinha matado e enterrado a mulher na chácara.

(Com informações do repórter Jucelino Show, de Tucumã)