Tailândia: Executores gravam vídeo de jovem antes de ser morta em tribunal do crime

A vítima foi morta com um tiro na nuca, no último domingo (16), às margens de um rio no Loteamento Jardim Liberdade, no município de Tailândia. O corpo dela foi encontrado na manhã desta segunda-feira (17), por um pescador
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
O corpo de Érica foi encontrado às margens de um lago

Continua depois da publicidade

Mais uma jovem é executada pelo tribunal do crime no Pará. Erica da Silva, de 19 anos de idade, foi morta com um tiro na nuca, no último domingo (16). O corpo dela foi encontrado na manhã desta segunda-feira (17), por um pescador, às margens de um rio, no Loteamento Jardim Liberdade, em Tailândia, no nordeste do estado.

Pouco depois do corpo ser encontrado, começou a ser divulgado pelas redes sociais um vídeo, onde a jovem aparece, às margens do rio onde foi morta. No vídeo, que teria sido gravado pelos executores, a jovem nega que tenha atraído “o finado Jack” até um matagal para ser morto.

Segundo a Polícia Civil, “Jack” era o vulgo de Adinaldo Marques Pires, de 20 anos, que foi morto a tiros no começo deste mês, em Ourilândia do Norte, no sudeste do Pará, e seria integrante de uma facção rival a que a jovem pertencia. Érica já tinha diversas passagens pela polícia.

A polícia segue com as investigações, que já estariam bem adiantadas, mas ainda não divulgou detalhes para não atrapalhar a coleta de informações.

Tina DeBord

Publicidade