STJ acata pedido da AGU e libera divulgação do resultado do Sisu

Decisão foi do presidente do STJ derrubando liminar da Justiça Federal de São Paulo
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print
O presidente do STJ deve analisar a decisão que suspendeu a divulgação dos resultados do Sisu

Continua depois da publicidade

Brasília – O ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), acatou o recurso impetrado pela Advocacia-Geral da União (AGU) contra a liminar obtida pela Justiça Federal de São Paulo na sexta-feira (24), que  suspendeu a divulgação dos resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), devido a erros nas correções das provas do ENEM 2019 que teriam alterado as notas de milhares de candidatos.

Com a decisão o Ministério da Educação (MEC) já pode elaborar um novo cronograma para divulgar os resultados dos candidatos aprovados no processo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

No domingo (26), a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Therezinha Cazerta, negou pedido da AGU para derrubar decisão da Justiça de São Paulo. Na prática, isso significa que os resultados não poderiam ser divulgados nesta terça-feira (28), data previamente estimada pelo cronograma do MEC. Com a decisão de Noronha, a situação foi revertida.

Na semana passada, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, disse que os erros, que afetaram 5.974 estudantes, já tinham sido corrigidos. Eles representam 0,15% dos 3,9 milhões de inscritos que fizeram as provas em 3 e 10 de novembro. Uma falha já admitida pela gráfica Valid fez com que essas provas fossem associadas a gabaritos trocados.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu, em Brasília.

Publicidade