Semsa faz alerta sobre os perigos de acidentes no trânsito na Campanha “Maio Amarelo”

A campanha, que está na sua oitava edição, tem como objetivo chamar a atenção da população para a conscientização referente ao alto índice de mortes e feridos no trânsito no município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Parauapebas inicia mais uma edição da Campanha “Maio Amarelo”, que visa alerta a população sobre os cuidados no trânsito para evitar acidentes. Este ano, na oitava edição, a campanha tem como tema: “RESPEITO E RESPONSABILIDADE: PRATIQUE NO TRÂNSITO”.

Durante todo o mês de maio as secretarias municipais de Saúde (Semsa) e Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) irão desenvolver ações voltadas para educação no trânsito, visando sensibilizar e conscientizar a população sobre a importância da direção defensiva, com respeito, responsabilidade e amor à vida. A campanha, que acontece em nível mundial, busca alertar e conscientizar os condutores para os cuidados devidos, com respeito às leis de trânsito, para evitar acidentes que podem deixar vítimas com sequelas ou causar mortes.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa etária de 15 a 29 anos de idade; e o terceiro responsável por mortes na faixa etária de 30 a 44 anos, se configurando assim como grave problema de saúde pública no Brasil e no mundo.

Em Parauapebas, os dados são preocupantes. De acordo com dados oficiais do município, só em 2020 foram atendidos 898 pacientes vítimas de acidentes no trânsito na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), 3.298 atendimentos no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), 987 ocorrências no Serviço Móvel de Urgência (SAMU) e, segundo o Sistema de Mortalidade (SIM), foram registrados 74 óbitos.

Ainda segundo o município, esses números significativos contribuem para a superlotação das portas de entrada de urgência e emergência da rede de saúde pública, além da sobrecarga dos profissionais e a elevada despesa hospitalar, em razão da taxa de internação hospitalar geralmente de longa permanência. O município destaca que, diante do cenário de pandemia, houve um aumento significativo do serviço de entrega (deliverys) por motociclistas, onde a corrida contra o tempo tem se tornado vilão.

Por isso, a campanha intensifica e fortalece os cuidados que os condutores, assim como pedestres precisam ter para evitar acidentes.

Por Tina DeBord

Foto: Divulgação

Publicidade