Semma intercepta carga de minério extraído irregularmente em Canaã

Denúncia anônima indicou o local em que estava sendo extraído o minério
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por meio de denúncia anônima, neste sábado (22), fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) chegaram até uma área localizada na Vila Planalto, a 17 quilômetros de Canaã dos Carajás. No local, uma escavadeira hidráulica, dois caminhões, uma prancha e um basculante trabalhavam initerruptamente na extração de minério sem qualquer autorização e fiscalização de órgãos responsáveis. Já carregado de minério, basculante se preparava para deixar o local quando foi interceptado pelos fiscais. Interrogado, Bento Alves, motorista, disse que foi contratado por um homem identificado como Haroldo para realizar o frete.

O homem, de 50 anos, disse ainda que não sabia para quem estava prestando o serviço, apenas estava desempregado e precisava trabalhar. “Eu estava desempregado e um rapaz, de nome Haroldo, me procurou perguntando se eu tinha o interesse em fazer duas diárias. Não sei quem é o dono do caminhão e nem de onde estão retirando as pedras minerais, Só ia fazer mesmo o transporte.”

Bento e o maquinário foram levados para a Delegacia de Polícia Civil, onde ele foi ouvido e liberado. Carga e máquinas continuam apreendidos. Um dos veículos é de propriedade de uma empresa identificada como Transmarques Locação e Transporte e, até o fechamento desta reportagem, os proprietários ainda não haviam sido localizados.

O motorista, que mora em Parauapebas, disse ainda que não havia recebido o valor combinado pelo serviço prestado e que inclusive teve de pedir ajuda para voltar para casa. “Me dei mal. Não ganhei nenhum centavo e ainda pedi um dinheiro emprestado pra ir embora pra casa”, lamentou.

Publicidade