Segunda-feira sangrenta em Parauapebas com duas mortes e uma tentativa de homicídio

Indivíduo suspeito de ter executado um guarda de segurança enfrenta a Polícia Militar e morre no confronto. Em outro ponto da cidade, um adolescente por pouco também não foi assassinado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Magno da Silva (esquerda) e Thaylan Oliveira (direita)

Continua depois da publicidade

Magno da Silva, 34 anos de idade, natural de Monção (MA), foi eliminado na noite de ontem, segunda-feira (15), em confronto com policiais militares da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motos), do 23° Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas. De acordo com o registro policial, tratava-se de indivíduo muito perigoso, que estaria envolvido no assassinato de Thaylan Oliveira Silveira Santiago, 23, guarda de segurança de uma empresa particular, ocorrido horas antes.

Por volta de 23h30, a equipe recebeu denúncia anônima dando conta de que os suspeitos do assassinato, ocorrido na Rua Matusalém, Bairro Betânia, estariam em uma casa na Rua São Pedro, no Bairro Casas populares II.

Os policiais solicitaram apoio de outra equipe da Rocam e se deslocaram para o endereço indicado, onde cercaram o local e viram Magno da Silva na frente da casa. Ao perceber a presença da polícia, ele entrou no imóvel, sendo seguido pelos policiais, que, ao se aproximarem, notaram que havia mais dois indivíduos no local.

No mesmo momento, os policiais foram recebidos com vários disparos de arma de fogo e revidaram da mesma forma, atirando na direção dos estampidos, atingindo Magno mortalmente, enquanto os outros dois fugiram.

Magno foi reconhecido pelos policiais militares como o indivíduo apelidado de Vaqueirinho, integrante de uma das facções criminosas que atuam na cidade.

Atingido por três balas, ele foi removido para um hospital público, onde morreu por volta de 0h14 da madrugada desta terça-feira (16).

Com Vaqueirinho foi encontrado um revólver calibre 32, com cinco munições deflagradas e uma intacta. No local foi encontrado ainda um aparelho celular quatro trouxinhas de maconha, pesando 28 gramas. O indivíduo morto tinha extensa ficha criminal.

A execução do guarda de segurança

Thaylan Oliveira Silveira Santiago foi executado na noite de ontem, na esquina das ruas Matusalém e Rei Davi, no Bairro Betânia, por volta das 20h40. Consta no Boletim de Ocorrência que ele estava na frente da casa em que morava, quando percebeu a aproximação de dois indivíduos armados.

Desesperado, Thaylan Santiago correu para o meio da rua, tentando fugir da morte, mas foi perseguido e alcançado e executado com vários tiros, morrendo no local.

Tentativa de homicídio

Também ontem, por volta das 15h30, o adolescente Yuri Emanuel Farias, 17 anos de idade, foi baleado no interior de sua residência, localizada na Rua Nicodemos, no Bairro Betânia. Os autores do crime, segundo informações colhidas no local, teriam sido dois indivíduos que chegaram motocicleta vermelha.

Após perguntar para a mãe de Yuri Farias se ele estava em casa e receberem resposta positiva, os desconhecidos invadiram o imóvel e efetuaram três disparos de arma de fogo contra o adolescente. Atingido no abdômen, ele saiu correndo para a rua, gritando por socorro. Foi socorrido e internado no hospital público, onde passou por cirurgia e segue internado.

(Caetano Silva)