Esportes

São José domina o jogo, vence e derruba invencibilidade do Remo na Série C

Dudu Mandei marca o único gol da partida aos 26 do 2º tempo e Zequinha assume vice-liderança do Grupo B. Leão perde primeira, mantém-se líder mas precisa “secar” o Juventude

Só deu Zequinha

O São José usou muito bem o mando de campo na noite desta quinta-feira e venceu sua segunda partida consecutiva na Série C. A equipe gaúcha teve ampla posse de bola e dominou o Remo no Estádio Passo D’Areia. O Leão até tentou reagir, mas pouco perigo levou ao gol de Fábio, que saiu de campo sem fazer uma defesa difícil. Os azulinos perderam sua primeira partida na competição, mas ainda se mantêm na ponta da tabela.

Olho na tabela

Mesmo derrotado o Remo continua, momentaneamente, líder no Grupo B. O Leão estaciona nos 15 pontos, três a mais que o Juventude, o 2º colocado, que entra em campo pela 8ª rodada nesta sexta-feira contra o Volta Redonda, no Alfredo Jaconi.

Já o São José-RS chega aos 13 pontos e dorme na vice-liderança, ultrapassando os Juve. Sua manutenção na segunda posição também depende da partida desta sexta-feira, em Caxias do Sul.

Próximos compromissos

O Remo volta a campo apenas no dia 25 de junho. O confronto será justamente contra o seu maior rival, o Paysandu, em Belém. A partida será no Mangueirão, com mando dos azulinos. A data da partida, no entanto, pode ser antecipada para o domingo, dia 23.

O Zequinha enfrenta na 9ª rodada o Volta Redonda, no Rio de Janeiro. A partida será no Estádio Raulino de Oliveira, dia 23, a partir das 16h.

Primeiro tempo

O São José dominou a etapa inicial no Passo D’Areia. A equipe pressionou a defesa do Remo e criou muitas oportunidades de gol, salvas algumas vezes em cima da linha pela defesa azulina. O Zequinha levou muito perigo nas bolas aéreas, principalmente em cobranças de escanteio, mas o clube gaúcho também arriscou chutes de fora da área com certo perigo, como o de Diguinho logo aos 6. Atordoado pela pressão adversária, o Leão paraense limitou-se a alguns contra-ataques, porém encontrou muita dificuldade de passar pela defesa do São José. Em suma foram só duas boas chances de marcar: um chute de Vançan aos 12 e o cabeceio de Ramires aos 41.

Segundo tempo

O panorama do jogo pouco mudou após o intervalo. O São José mateve sua postura ofensiva e de ditar o ritmo do jogo. O time paraense tentou avançar suas linhas de marcação, porém demonstrou muita dificuldade de trocar passes na faixa central do campo e se manter com a bola nos pés – ao contrário do que vinha apresentando até aqui na competição. A equipe conseguiu chegar na área adversária mais vezes nas bolas aéreas, mas não fez Fábio a realizar defesas difíceis. A melhor chance azulina foi com Emerson Carioca, no primeiro minuto da etapa final. As mudanças realizadas pelo treinador do Leão não surtiram efeito. Melhor em campo, o Zequinha conseguiu balançar as redes aos 26, em jogada bem trabalhada por Dudu Mandei. Ele tabelou com Maradona na ponta esquerda, invadiu a área e chutou forte cruzado, sem chances para Vinícius.

Fonte: GE

Deixe seu comentário