São Geraldo do Araguaia: Ideflor-Bio promove curso de Condutor Ambiental em Trilhas e Caminhadas

A capacitação reúne moradores do entorno do Parque Estadual Serra dos Martírios-Andorinhas e da Área de Proteção Ambiental (APA) do Araguaia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Ao todo, 30 moradores do entorno dos parques estão fazendo o curso

Continua depois da publicidade

O Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio), por meio da Gerência da Região Administrativa do Araguaia (GRA), está realizando o curso de Condutor Ambiental em Trilhas e Caminhadas para moradores do entorno do Parque Estadual Serra dos Martírios-Andorinhas e da Área de Proteção Ambiental (APA) do Araguaia, no município de São Geraldo do Araguaia, no sudeste do estado.

O curso, que começou dia 4 e encerra nesta sexta-feira (15), é realizado em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), com apoio da Prefeitura de São Geraldo do Araguaia, Corpo de Bombeiros Militar, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Amazônia Aventura. Na programação, os alunos aprendem sobre Educação Ambiental, Unidades de Conservação (UC) e Técnicas de Condução em Trilhas.

Ao todo, 30 moradores estão sendo capacitados para guiar visitantes pelo Pesam e pela APA Araguaia. Segundo a presidente do Ideflor-Bio, Karla Bengtson, a capacitação com moradores das unidades e dos entornos visa atender à Instrução Normativa (IN) n° 004, de 12 de abril de 2017, que estabelece normas e procedimentos para o exercício da atividade de condução de visitantes nas unidades de conservação estaduais.

“Vamos aprimorar a qualidade dos serviços prestados por condutores ambientais e, principalmente, conscientizar a comunidade quanto a importância da preservação e conservação do meio ambiente”, frisou Karla Bengtson.

Com carga horária de 80 horas, o treinamento habilita os participantes a receberem o título de Condutores Ambientais de Trilhas e Caminhadas do Parque Estadual Serra dos Martírios-Andorinhas (Pesam) e da Área de Proteção Ambiental (APA) do Araguaia. Segundo o Ideflor-Bio, a formação tem como objetivo o desenvolvimento do turismo de base comunitária, fortalecimento da economia local com a profissionalização de condutores das comunidades do entorno ao Parque, o fortalecimento da cultura local e a preservação do meio ambiente.

As aulas práticas incluem atendimento pré-hospitalar, fauna e flora, informações arqueológicas e visitas nos principais pontos turísticos do Pesam e da APA Araguaia, como: Casa de Pedra, Caverna Andorinhas e Pedra Escrita. Para participar da capacitação, os interessados devem ter mais de 18 anos.

A iniciativa faz parte do Programa de Qualificação do Turismo da Setur, a fim de qualificar profissionais em diversas áreas do turismo e gerar emprego e renda aos capacitados. De acordo com a gerente da Região Administrativa do Araguaia (GRA), Laís Mercedes, a formação dos 30 novos condutores impulsionará o turismo de natureza e base comunitária nas Unidades de Conservação, fortalecendo a economia das comunidades do entorno do Pesam e APA Araguaia, e trazendo mais segurança ao turista.

“Enfrentamos em 2020 e 2021 quase dois anos de muita dificuldade por conta da pandemia no segmento do turismo no Pesam”, observou a gerente, ressaltando a importância de o governo do estado proporcionar a formação.

Gestão – O Ideflor-Bio é gestor de 26 Unidades de Conservação Estaduais e atua em busca de uma gestão exemplar das florestas públicas, executando uma política estadual para produção e desenvolvimento da cadeia florestal, da preservação, conservação e uso sustentável da biodiversidade, da fauna e da flora terrestres e aquáticas no estado do Pará.

Tina DeBor- com informações do Ideflor-Bio

Foto: Ideflor-Bio